O Torneio Internacional Vila de Ponte de Lima vê disputada neste fim de semana a sua nona edição. À semelhança dos anos anteriores, a Associação Desportiva “Os Limianos” traz dos melhores emblemas nacionais e internacionais até à vila mais antiga de Portugal para uma prova destinada aos sub-12.

A edição de 2019 está colorida pelas cores de SL Benfica, FC Porto, AD Limianos e Academia de Futebol Internacional de Guiné-Bissau no grupo A e pelas cores de SC Braga, Sporting CP, Vitória SC e Escola de Fútbol Denis Suárez no grupo B. Para além da equipa da casa, dos habituais “três grandes” e dos rivais do Minho, a surpresa do torneio recaiu nas confirmações da escola com o nome e cara da estrela espanhola do FC Barcelona e da Academia africana fundada por Wilson Pereira Batista.

O primeiro jogo da manhã opôs os encarnados à equipa da casa. Apontadas como favoritas, pelo histórico na competição e pela vitória no ano passado, as águias impuseram-se sem dificuldade com três golos sem resposta, fruto do bis de Geovany Quenda e de um golo de Rui Silva.

O jogo que se seguiu foi um verdadeiro mini derby do Minho. SC Braga e Vitória SC disputaram uma partida com tudo o que tinha direito; golos, emoção e muita raça à mistura. Os Conquistadores apoiaram-se numa eficácia invejável e golearam por 5-2, com golos de Afonso Meireles, Hugo Costa e um hat-trick de Rodrigo Monteiro. Para os bracarenses faturaram Leonardo Ferreira e Afonso Guimarães.

No entanto, a surpresa estava no terceiro jogo. FC Porto e Academia de Guiné-Bissau mediram forças num jogo bem disputado, com oportunidades desperdiçadas de parte a parte e uma divisão de pontos sem golos no final. Na retina ficou desde logo a qualidade da posse dos guineenses; paciente, precisa, progressista. Uma agradável surpresa que só foi superada pela forma como no fim agradeceram a todo o público na bancada, contagiando-o com os sorrisos de orelha a orelha e os pulos de contentamento que ostentaram até aos balneários.

Ainda antes da pausa para almoço, os leões mostraram pela primeira vez o seu futebol perante uma incógnita Escola de Fútbol Denis Suárez. Os espanhóis mostraram-se empenhados e lutadores, conservando a derrota pela margem mínima até ao intervalo, mas nada puderam fazer na segunda metade perante um Sporting CP demasiado entrosado e eficaz (4-0). Marcaram Eduardo Costa, Cloaldo Cofite e Afonso Santos bisou.

O Clássico foi demasiado desnivelado, favorável às jovens águias
Fonte: Ricardo Brito

O primeiro jogo da tarde apresentou um Clássico entre águias e dragões que prometia muito. Depois de um empate no primeiro jogo, os azuis e brancos precisavam da vitória para alimentar o objetivo da fase final, enquanto as águias podiam segurar a qualificação em caso de novo triunfo. Apesar da insistência, os portistas simplesmente não tiveram arte nem engenho para dobrar os benfiquistas seguros e dominadores. Saltaram à vista as pequenas águias Enzo Barros e Eduardo Fernandes, que bisou. Marcaram ainda Geovany Quenda e André Vakulyuk (4-0).

Depois da pesada derrota, o SC Braga queria vingar e conseguiu; quem pagou a fatura foi novamente a EF Denis suárez. Num jogo entretido e indeciso até perto do final, os bracarenses Vicente Silva, Hugo Silva, Rui Silva e Afonso Guimarães, por duas vezes, deram a vitória ao clube da cidade dos arcebispos. Pablo Castro e Anton Perez ainda assustaram (5-2).

A Academia de Futebol Internacional da Guiné-Bissau voltou a subir ao relvado, desta vez para enfrentrar os Infantis da casa. Com resposta à altura, os guineenses só se superioriaram claramente já perto do final e venceram por 4-1. Sulemane Bari, Sérgio Cá, Ruvio Sanha e Carlitos Mané marcaram para os de Bissau, Gabriel Arantes apontou o golo limiano.

Sporting CP e Vitória SC, ambos vitoriosos no primeiro jogo, mediam forças e discutiam a liderança do grupo. Num jogo dominado na globalidade pelos vimaranenses, foram os leões quem se impôs e construíram um resultado enganador, mas justo pela eficácia; Afonso Moço, Duarte Ferreira e Afonso Santos garantiram a vitória suada (3-0).

Sporting CP e Vitória SC dominaram o grupo B
Fonte: Ricardo Brito

No jogo que podia decidir a liderança do grupo A, as águias entraram em campo pela última vez para defrontar a Academia Guiné-Bissau. O jogo revelou-se algo morno, mas compreensível pelo acumular de partidas debaixo de temperaturas elevadas. Com muita posse mas pouco perigo criado, foi de forma natural que o SL Benfica viu Sulemane Bari marcar o único golo do jogo e conquistar o primeiro lugar do grupo para os guineenses.

Num jogo igualmente calmo, e apesar de duas oportunidades claras falhadas pelos bracarenses, o Sporting CP voltou a vencer (1-0) e a alcançar o pleno; três jogos, três vitórias e primeiro lugar com a baliza trancada.

A fechar a fase de grupos, FC Porto e AD Limianos discutiram o terceiro lugar, enquanto o Vitória SC procurava garantir o segundo posto diante da EF Denis Suárez. Numa vitória tangencial graças a um pontapé “do meio da rua”, os dragões mantiveram o terceiro posto. Marcaram Manuel Teixeira e Guilherme Faria, Gabriel Arantes voltou a faturar pelos anfitriões. Sem grande dificuldade, os vimaranenses asseguraram o apuramento na segunda posição depois de baterem os espanhóis por esclarecedores 7-2. Rodrigo Monteiro voltou a assinar um hat-trick, Pedro Silva bisou e marcaram ainda Emir Costa e Afonso Meireles. Pablo Castro e Izan Vila atenuaram os estragos.

No segundo e último dia da prova, a Academia Guiné-Bissau enfrenta o Vitória SC na primeira meia-final, enquanto na outra se assistirá a um derby lisboeta. Na luta pelo quinto e sexto lugar defrontar-se-ão dragões e arsenalistas, enquanto os lugares mais baixos do torneio serão discutidos por limianos e espanhóis.

Foto de Capa: Ricardo Brito

 

Comentários