logo-BnR.png

ÚLTIMA HORA:

Revista do Mundial 2018 – Rússia

A Rússia é ainda um “menino” no que toca a participações em competições entre seleções nacionais. Isto porque não existe há assim tanto tempo quanto isso, muito devido a razões políticas. A alcunha desta seleção, ‘Os Soviéticos’, ajuda a tirar algumas conclusões. Entre 1930 – ano do primeiro mundial – e 1992 – ano da primeira presença em apuramento para o Mundial de 1994, não existia Rossiyskiy Futboľnyy Soyuz’, mas sim a União Soviética que participou nas competições com a bandeira Soviética entre 1952 e 1990.

Sendo assim, a Rússia está ainda em amadurecimento no que toca a este tipo de competições e o seu histórico indica precisamente isso. Agora sob o comando de Stanislav Cherchesov, o selecionador aponta para uma participação histórica, ambicionando chegar às meias-finais do Mundial que decorre na própria casa russa.

O selecionador estreou-se ao leme da Rússia na Taça das Confederações, mas ficou-se pela fase de grupos ao vencer a Nova Zelândia, mas a sair derrotado por Portugal e pelo México.

Desde pequeno que o Benfica faz parte da vida do Pedro Estorninho. Avô e pai benfiquistas deixaram-lhe no sangue a chama das águias. A viver nos Açores nunca teve muitas oportunidades de ver o clube ao vivo, mas os estudos trouxeram-no à capital, onde pode assistir de perto aos jogos do tricampeão. A paixão pela escrita sempre foi algo dentro dele que nunca conseguiu mostrar e surge agora a oportunidade de juntar o melhor dos dois mundos.                                                                                                                                                 O Pedro escreve ao abrigo do novo Acordo Ortográfico.

Desde pequeno que o Benfica faz parte da vida do Pedro Estorninho. Avô e pai benfiquistas deixaram-lhe no sangue a chama das águias. A viver nos Açores nunca teve muitas oportunidades de ver o clube ao vivo, mas os estudos trouxeram-no à capital, onde pode assistir de perto aos jogos do tricampeão. A paixão pela escrita sempre foi algo dentro dele que nunca conseguiu mostrar e surge agora a oportunidade de juntar o melhor dos dois mundos.                                                                                                                                                 O Pedro escreve ao abrigo do novo Acordo Ortográfico.

FC PORTO vs CD TONDELA