SITE TEMPORÁRIO

22 de Janeiro, 2022

Assim não, Vasco!

brasileirao

Acabou recentemente o Campeonato Brasileiro de Futebol 2015, mais conhecido simplesmente como Brasileirão. Como sempre, houve uma equipe campeã – o Corinthians – e houve aquelas que desceram de divisão. Joinville, Avaí, Goiás e Vasco da Gama. Com todo o respeito por todas, é sobre a última delas que nos devemos debruçar.

O Clube de Regatas Vasco da Gama é uma instituição de nível mundial. Tem uma torcida imensa – provavelmente a terceira ou quarta maior do Brasil, com um apoio social entre os 20 e 25 milhões de adeptos –, um estádio próprio – o famoso e bonito São Januário –, que é coisa rara nos clubes cariocas e muitos títulos para contar. Quatro Brasileiros e uma Libertadores figuram nos principais. Assim sendo, é um Clube que tem de figurar (obrigatoriamente) na primeira divisão nacional do Brasil. O Vasco anda instável. Não consegue se reerguer.

Os problemas financeiros dos Cruz-Maltinos atingiram, claro está, o rendimento da equipa de futebol. E agora o Vasco vai cair na Série B novamente, quando no último jogo dependia apenas de si próprio para ir vencer ao Curitiba – outro dos aflitos, mas que acabou por garantir a manutenção.

Esta torcida merece mais! Fonte: blog.opovo.com.br
Esta torcida merece mais!
Fonte: blog.opovo.com.br

Este não é o Vasco que eu e muitos conhecem. O clube pioneiro na colocação de jogadores e até presidentes negros. O Clube da capelinha dentro do estádio. O Vasco merece mais. As pessoas do Vasco merecem mais. O time da querida zona norte do Rio; onde a vida custa mais a suportar. Dos pobres. Enfim. Que pelo menos seja um adeus breve. Mas que o retorno ao convívio entre os maiores também seja mais sustentado.

Foto de Capa: Clube de Regatas Vasco da Gama