logo-BnR.png

ÚLTIMA HORA:

AS Mónaco x LOSC Lille: O jogo mais português da Ligue 1

O CONFRONTO DO LOSC LILLE COM A HISTÓRIA RECENTE

A margem de manobra para Leonardo Jardim está cada mais reduzida em França. O AS Mónaco investiu muito, mas continua sem conseguir demonstrar a regularidade e segurança necessária para ser um digno concorrente aos primeiros lugares da Liga. Nesta jornada 19, a turma monegasca tem nova prova de fogo e mede agora forças com LOSC Lille, equipa com quem joga pela segunda vez nesta semana. Na terça-feira, em jogo a contar para a Taça da Liga, o Lille visitou o principado e venceu o AS Mónaco por claros 3-0, ganhando algum embalo para o encontro deste sábado. Ainda assim, os dados históricos não jogam a favor deste Lille, já que a equipa de Renato Sanches e companhia ganhou apenas três dos últimos quinze jogos oficiais contra o Mónaco. O cenário torna-se mais alarmante se limitarmos a análise ao campeonato: O Lille não vence o Mónaco desde abril de 2016 (4-1). E se olharmos para jogos no principado, o cenário é ainda mais negro para o LOSC Lille: Desde dezembro de 2009, ou seja, há 10 anos, que não vence no terreno do AS Mónaco (0-4).

COMO JOGARÁ O AS MÓNACO?

Uma vez que Leonardo Jardim deixou várias críticas aos seus jogadores, após a derrota a meio da semana contra este mesmo LOSC Lille, é expectável que existam várias mudanças em relação a esse onze menos rotinado apresentado no jogo da Taça da Liga. Deste modo, é possível que Leonardo Jardim deixe de parte o 4-3-3 e volte a apostar num 3-5-2, com Ben Yedder e Slimani na frente de ataque. Gelson Martins, Adrien Silva, Maripán ou o guarda-redes Lecomte deve, por isso, voltar ao onze inicial.

JOGADOR A TER EM CONTA

Ben Yedder é o melhor marcador da Ligue 1
Fonte: AS Mónaco

WISSAM BEN YEDDER (AS MÓNACO) – Do lado da equipa da casa, Ben Yedder é a principal referência na equipa do AS Mónaco. Apesar de não marcar há dois jogos, é o homem-golo da turma de Leonardo Jardim e não é por acaso que é o melhor marcador do campeonato. Letal a finalizar e rápido a movimentar-se entre-linhas, Ben Yedder é uma dor de cabeça constante para as defensivas adversárias e um perigo à solta no ataque do Mónaco. Juntamente com Slimani, faz uma dupla de respeito.

XI PROVÁVEL:
3-5-2 Lecomte, Maripán, Glik, Jemerson, Bakayoko, Adrien Silva, Golovin, Gelson Martins, Gil Dias, Ben Yedder e Islam Slimani

COMO JOGARÁ O LOSC LILLE?

Já do lado do LOSC Lille não são expectáveis tantas mudanças. Christophe Galtier mexeu pouco na identidade da sua equipa no encontro da Taça da Liga e limitou-se a trocar algumas peças no seu onze, de forma a dar rotinas a alguns elementos que nem sempre são titulares como Luiz Araújo, Adama Soumaoro, Pied ou mesmo o português Xeka (que, no entanto, tem ganho maior relevância na equipa nos últimos jogos). Desta forma, espera-se um LOSC Lille organizado num 4-2-3-1, com constantes trocas posicionais entre os elementos da frente de ataque. Fica apenas a dúvida. Será que Loic Rémy vai ser titular, depois de ter bisado frente ao AS Mónaco na terça-feira?

JOGADOR A TER EM CONTA

Victor Osimhen quer voltar a marcar contra a equipa monegasca
Fonte: LOSC Lille

VICTOR OSIMHEN (LOSC LILLE) – Quem diria que o jovem avançado nigeriano de apenas vinte anos iria ter uma preponderância tão imediata nesta equipa do Lille? Osimhen chegou com a França com o fardo de tentar fazer esquecer Nicolas Pépé (vendido por 80 milhões para o Arsenal FC) e, até agora, não tem desapontado ninguém. São doze golos em vinte e três jogos e uma série de boas exibições na frente de ataque do LOSC Lille. Municiado por Renato Sanches, Bamba e Ikoné, é candidato a fazer o gosto ao pé no Estádio Luís II.

XI PROVÁVEL:
4-2-3-1 Mike Maignan, Celik, José Fonte, Gabriel, Bradaric, Benjamin André, Soumaré, Ikoné, Renato Sanches, Jonathan Bamba e Osimhen

Foto de Capa: LOSC Lille

O Mário é o fundador do Bola na Rede e a pessoa que (tenta) colocar ordem na malta. Adora quase todas as vertentes do desporto (talvez só não goste mesmo de cricket). Já pensou em ser treinador de futebol por causa de José Mourinho, mas, infelizmente, a coisa não avançou e preferiu dedicar-se a outras área dentro do mundo desportivo.

O Mário é o fundador do Bola na Rede e a pessoa que (tenta) colocar ordem na malta. Adora quase todas as vertentes do desporto (talvez só não goste mesmo de cricket). Já pensou em ser treinador de futebol por causa de José Mourinho, mas, infelizmente, a coisa não avançou e preferiu dedicar-se a outras área dentro do mundo desportivo.

[my_elementor_post_nav_output]

FC PORTO vs CD TONDELA