SITE TEMPORÁRIO

20 de Janeiro, 2022

Equipa Internazionale

FC Internazionale Milano 3-2 SSC Napoli: “Nerazzurri” vencem e mantém viva a luta pelo “scudetto”

A CRÓNICA: UM TRIUNFO QUE ACENTA BEM

A décima jornada da Liga Italiana trouxe um autêntico confronto de titãs, com o FC Internazionale Milano a receber o SSC Napoli, no mítico palco que é o Giuseppe Meazza, num jogo de extrema importância para definir o pódio do campeonato transalpino.

O encontro começou de forma dividida, com o equilíbrio a fazer-se notar entre as duas equipas, até que o Napoli, por intermédio de Zieliński, à passagem do minuto 17, abriu o ativo para os forasteiros em Milão. Ainda assim, a vantagem dos azzurri durou pouco, depois de Koulibaly cometer uma falta para grande penalidade na área napolitana, que Çalhanoğlu converteu com sucesso, ao minuto 24. Os nerazzurri foram crescendo na partida e, ao cair do pano do primeiro tempo, na sequência de um pontapé de canto, Perišić marcou e consomou a remontada dos caseiros.

Na segunda parte, o Inter entrou melhor, e foi numa jogada de contra-ataque, ao minuto 61, que Lautaro Martínez fez o gosto ao pé, colocando a sua formação com uma vantagem de dois tentos no marcador. O Napoli não se conformou com o resultado e, à passagem do minuto 78, o recém-entrado Mertens abriu o livro e apontou um grande golo, relançado assim partida. A indecisão no resultado foi-se mantendo até ao final e, já para lá do minuto 90, o Napoli dispôs de duas soberanas oportunidades para igualar o resultado, primeiro pelo internacional português Mário Rui e depois por Dries Mertens, mas ambos foram incapazes de capitalizar, o que permitiu ao Inter conservar a vantagem no marcador.

Assim, com este triunfo, o Inter ocupa o terceiro lugar da tabela classificativa, reduzindo a distância para o Napoli em quatro pontos que, apesar da derrota, conserva o primeiro posto, em igualdade pontual com o AC Milan.

 

A FIGURA

Ivan Perišić – O jogador croata fez uma grande exibição neste encontro, sendo um dos homens mais perigosos da formação da casa, dando algumas dores de cabeça à equipa visitante. Para o registo, fica ainda um tento apontado pelo médio na partida.

 

O FORA DE JOGO

Fabián Ruiz – O médio espanhol, que tem sido uma das peças-chave desta equipa napolitana, fez um jogo muito apagado, com pouca influência na dinâmica de jogo da sua formação, sendo claramente um dos elementos mais fracos neste encontro.

 

ANÁLISE TÁTICA – FC INTERNAZIONALE MILANO

Os pupilos de Simone Inzaghi, perfilaram-se em campo num sistema tático de 3-5-2. Destaque maior para a ausência no onze inicial de Edin Džeko, melhor marcador dos nerazzurri na presente época, com sete tentos apontados. Com um jogo em largura muito bem conseguido, as subidas dos alas Darmian e Perišić foram uma constante dor de cabeça para a defensiva napolitana. Defensivamente, os milaneses mostraram algumas debilidades, cedendo algum espaço entrelinhas, algo que se mostrou problemático ao longo do encontro.

11 INICIAL E PONTUAÇÕES

Handanovič (6)

Škriniar (7)

Ranocchia (6)

Bastoni (6)

Darmian (6)

Barella (6)

Brozović (7)

Çalhanoğlu (7)

Perišić (8)

Correa (7)

Martínez (7)

SUBS UTILIZADOS

Vidal (6)

Džeko (6)

Gagliardini (6)

Dimarco (6)

Satriano (-)

 

ANÁLISE TÁTICA – SCC NAPOLI

A armada orientada por Luciano Spalletti alinhou num dispositivo tático base em 4-2-3-1. Sem grandes novidades no onze titular, os napolitanos entraram bem no jogo, mostrando-se verticais no momento ofensivo, mas foram perdendo o ascendente inicial com o decorrer do tempo de jogo. Alguns erros defensivos foram fatais para a equipa forasteira, entre eles uma certa falta de agressividade na pressão ao portador da bola.

11 INICIAL E PONTUAÇÕES

Ospina (6)

Di Lorenzo (6)

Rrahmani (6)

Koulibaly (6)

Rui (6)

Anguissa (6)

Ruiz (5)

Lozano (6)

Zieliński (7)

Insigne (6)

Osimhen (6)

SUBS UTILIZADOS

Petagna (6)

Mertens (8)

Elmas (6)