Anterior1 de 2Próximo

Cabeçalho Liga Alemã

“Tradition kann man nicht kaufen” (a tradição não se pode comprar) lia-se numa das dezenas de tarjas espalhadas pelas bancadas do DDV-Stadion em Dresden, que Sábado à tarde acolheu o escaldante encontro entre o SG Dynamo Dresden e o RB Leipzig, recém promovido à Bundesliga, a contar para a primeira ronda do DFB Pokal (Taça da Alemanha).

O futebol vive-se com intensidade e paixão em Dresden, mas o encontro de Sábado era muito mais do que um simples jogo de futebol entre clubes oriundos de duas cidades da antiga RDA. Fundado em 2009, fruto da compra de um clube dos escalões inferiores do futebol alemão, de seu nome SSV Markranstädt, o RB Leipzig tem como suporte a máquina financeira da conhecida bebida energética Red Bull GmbH, que tinha por objectivo, aquando da criação do clube, uma subida rápida ao escalão maior do futebol alemão, algo que se veio a realizar no final da temporada passada, quando o RasenBallsport Leipzig terminou a sua campanha na 2.Bundesliga no segundo lugar da classificação geral, cinco pontos atrás do campeão SC Freiburg. Esta ascensão meteórica e os milhões que a possibilitaram criaram muitas inimizades no bem estruturado futebol alemão e não escaparam também à crítica do público em geral.

Momento de entrada em campo do SG Dynamo Dresden e do RB Leipzig Fonte: SG Dynamo Dresden
Momento de entrada em campo do SG Dynamo Dresden e do RB Leipzig
Fonte: SG Dynamo Dresden

O SG Dynamo Dresden, os seus representantes, adeptos e jogadores fazem, também eles, parte dessa massa critica do fantasma financeiro que representa o RB Leipzig e, aquando da promoção do jogo do passado Sábado no seu website, fizeram questão de não colocar nem o emblema nem o nome da equipa forasteira, marcando apenas no calendário a data da partida com o emblema do Dynamo ao lado de uma bola de futebol dentro de um escudo. O Director Desportivo e antigo jogador da formação de Dresden, Ralf Minge, foi peremptório ao afirmar que o encontro frente ao RB Leipzig não poderia ser visto como um dérbi, uma vez que segundo ele, para que haja um dérbi, é necessário algo mais do que proximidade geográfica, deixando assim no ar, que o verdadeiro dérbi aconteceria caso o Dynamo enfrentasse o 1. FC Lokomotive Leipzig, esse sim, um histórico emblema da antiga RDA.

O ambiente criado na semana que antecedeu a partida levou as autoridades a tomarem as devidas precauções e fez com que a federação de futebol alemã nomeasse para o jogo Felix Brych, um árbitro internacional com enorme experiência e que na temporada passada esteve presente em várias partidas da UEFA Champions League.

Anterior1 de 2Próximo

Comentários