Bernardo Silva tem tido papel importante na veia goleadora do Monaco Fonte: AS Monaco
Bernardo Silva tem tido papel importante na veia goleadora do Monaco
Fonte: AS Monaco

Mas, deixando patriotismos de parte, é no vértice ofensivo do meio-campo que assenta toda a magia desta equipa. Bernardo Silva, já apelidado de ‘Principe do Mónaco’, está, provavelmente, a fazer a sua melhor época como profissional. Aliando velocidade a uma técnica cada vez mais apurada, é capaz de explorar os espaços vazios nas linhas ou no centro do terreno, destroçando depois cada adversário que lhe surge pela frente, para assistir os companheiros ou mesmo ele próprio finalizar. Nunca se esconde do jogo, por ele tinha a bola nos pés os 90 minutos. Jardim está a fazer dele um senhor jogador e não nos admiremos se os gigantes europeus encetarem em breve uma luta feroz para o terem nas suas fileiras.

No ataque, um misto de juventude e experiência vão demonstrando a combinação perfeita. Se Germain, Falcao e Guido Carrillo são já avançados com algum nome no panorama internacional, Mbappé e Thomas Lemar são jovens que prometem conquistar França com o seu talento.

Falcao e Germain são os avançados mais fixos, jogadores de área que estão sempre à espreita da oportunidade e que não costumam falhar muitas. O colombiano procura recuperar o tempo perdido ao longo dos últimos anos e se as lesões o deixarem promete voltar a estar perto do nível a que nos habituou. Mas Germain parece ser o avançado que dá mais garantias a Jardim neste momento. Excelente cabeceador, depois de um empréstimo bem sucedido ao Nice, volta esta época ao seu Mónaco de sempre e dá mostras de que aos 26 anos vai afirmar a sua veia goleadora.

Thomas Lemar, atuando como médio ala ou como extremo, tem sido o complemento perfeito a Bernardo Silva. O francês de 20 anos é muito rápido e forte nos duelos individuais, mas é o seu remate e a veia finalizadora que o destacam. É mestre na execução de bolas paradas. Mbappé é outro menino que cresce a olhos vistos com Jardim. Tem somente 17 anos e não é destaque pelo que tem contribuído até  agora (embora já leve 2 golos), mas pelo talento que pode vir a emprestar à formação monegasca. Campeão europeu Sub-19 pela França, é um extremo veloz que tem faro pelo golo. Está nas mãos certas e pode vir a ser um caso sério.

A manter esta acutilância ofensiva e se não bloquear nos jogos mais duros fora do Louis II, este Mónaco do madeirense pode manter a ambição nos píncaros. Com o PSG aparentemente mais fraco, sonhar com título que foge há 16 anos é legitimo.

Anúncio Publicitário

 

Foto de capa: AS Monaco