Anterior1 de 5

A temporada de 2020/21 foi fértil em inúmeras surpresas no que concerne ao Futebol Europeu. Vários foram os emblemas que se reinventaram e registaram desempenhos verdadeiramente sublimes, reencontrando o trilho dos triunfos, ainda que de forma inesperada.

Os exemplos são diversos e repetem-se um pouco por todo o “Velho Continente”: ainda estão bem frescos na nossa memória os festejos do Sporting CP que, após 19 anos de jejum, se sagrou campeão nacional. Também o Club Atlético de Madrid se impôs no país vizinho, conquistando a Liga Espanhola, habitualmente dominada por Real Madrid CF e FC Barcelona. Em Itália, o FC Internazionale Milano, de Antonio Conte, demonstrou uma consistência notável e superiorizou-se a uma “Vecchia Signora”, crónica campeã transalpina em anos recentes.

Já por terras gaulesas (onde mora, talvez, a maior surpresa de todas), o cenário foi idêntico, com o LOSC Lille, magistralmente comandado por Christophe Galtier, a destronar o Paris Saint-German FC, arrecadando o título francês, uma década após a sua última conquista e com forte ADN lusitano.

Se, por um lado, é apontado ao futebol francês o facto de ir “a reboque” do poderio económico do PSG, por outro, o improvável trajeto dos Les Dogues é a prova de que um planeamento seguro e meticuloso do plantel pode levar de vencida os milhões provenientes do Médio Oriente.

Anúncio Publicitário

Com as formações na grelha de partida a prepararem a temporada que agora se inicia, a expectativa de assistir aos astros subirem ao palco novamente é incomensurável – ainda para mais quando o regresso dos adeptos aos estádios de futebol é uma realidade. A emoção está garantida e a incerteza é a palavra de ordem. Assim, proponho-me a traçar uma previsão sobre os quatro primeiros classificados da Liga Francesa, que promete, certamente, centrar as atenções de milhões de aficionados.

Anterior1 de 5

DEIXE UM COMENTÁRIO

Comente!
Por favor introduz o teu nome