GUARDA-REDES

Salvatore Sirigu – O italiano foi um dos primeiros jogadores a assinar pelo “novo” Paris Saint-Germain. Chegou do Palermo com 24 anos e a troco de €3,8 milhões. Em Paris, ganhou todos os troféus internamente. Um tetracampeonato, duas Taças de França, três Taças da Liga e quatro Supertaças.

Sirigu foi ainda o guardião titular do PSG na Champions: levou os parisienses quatro vezes aos quartos-de-final, mas o clube nunca conseguiu passar dessa fase da competição na última década. Sirigu foi dono e senhor da (quase) impenetrável baliza francesa ao longo de cinco épocas recheadas de sucesso, até ser emprestado em duas épocas consecutivas e, eventualmente, sair para o Torino a custo zero, onde ainda hoje joga.