Anterior1 de 3Próximo

Tottenham Hotspur FC e West Ham United FC defrontaram-se ao final da manhã, num sempre emocionante derby de Londres. Os Spurs precisavam de ganhar para manter a distância para outro rival de Londres, o Chelsea FC, ao passo que os Hammers procuravam surpreender no novo estádio do rival londrino.

Os homens de Pochettino foram os primeiros a criar perigo, à passagem do décimo minuto. Son foi muito bem lançado por Lucas Moura, rematando já dentro da área para uma defesa apertada de Fabianski. Na resposta, Fredericks testou a atenção de Lloris com um remate de fora da área, mas o guarda-redes francês sacudiu para canto.

O Tottenham ia dominando o jogo, apesar de ser notória a ausência da sua referência atacante: Harry Kane. Dele Alli, Son e Lucas Moura apresentam bastante mobilidade, por vezes até demasiada, acabando por faltar, por vezes, a referência ofensiva que oriente melhor o seu movimento atacante.

A primeira parte do derby de Londres foi bastante disputada
Fonte: Premier League

Até ao final da primeira parte, três grandes oportunidades a registar, duas do lado do Tottenham e uma por parte da equipa visitante. Aos 25’, Lucas Moura ficou a centímetros do golo, num remate fortíssimo que passou a rasar o poste da baliza de Fabianski. Aos 36’, Eriksen rematou à entrada da pequena área para uma defesa por instinto de Fabianski e, já em cima do apito para o intervalo, Felipe Anderson viu o seu remate de meia distância embater num adversário e quase trair Lloris. Estava melhor o Tottenham mas o nulo inicial manteve-se até ao intervalo.

O West Ham entrou melhor na segunda parte, mais afoito e mais rematador. Arnautovic (2 vezes) e Fredericks capitalizaram o maior pendor ofensivo dos Hammers, mas sem conseguir inaugurar o marcador. Os minutos iam passando e o Tottenham parecia desligado do jogo, sem conseguir ligar os setores e, mais flagrante, sem capacidade para criar verdadeiro perigo no último setor do terreno.

Aos 67 minutos, aconteceu o momento do jogo. Excelente abertura de Arnautovic na direita do ataque do West Ham, a solicitar o aparecimento de Antonio dentro da área dos Spurs. O avançado inglês não pediu licença e disparou uma bomba que só parou no fundo das redes de Lloris, fazendo o 0-1 a favor do West Ham.

Antonio remata para o único golo do jogo. Sánchez não conseguiu opor-se ao remate
Fonte: Premier League

Pochettino reagiu à desvantagem e levou a jogo dois avançados “puros”, Llorente e Janssen, mas era o West Ham que continuava mais perto de marcar. Arnautovic, aos 78’, rematou em arco para uma defesa atenta de Lloris e Diop, aos 86’, isolou-se após excelente iniciativa individual e rematou para enorme defesa de Lloris.

Pochettino arriscou ao colocar dois pontas de lança mas o Tottenham revelou-se incapaz de fazer um “chuveirinho” em condições ou de criar oportunidades claras para chegar, pelo menos, ao empate. A única ocasião flagrante aconteceu literalmente no último suspiro, com Janssen a cabecear para a baliza deserta mas a ver Balbuena salvar um golo certo no último instante.

Boa vitória do West Ham, que surpreendeu os rivais londrinos do Tottenham na sua própria casa. Com este resultado, os Spurs podem ver o Chelsea igualá-los na classificação, caso vença o Manchester United.

ONZES INICIAIS E SUBSTITUIÇÕES

Tottenham Hotspur FC: Hugo Lloris, Alderweireld, Davinson Sánchez, Ben Davies, Danny Rose (Janssen, 77’), Eric Dier, Dele Alli (Wanyama, 85’), Juan Foyth, Son Heung-Min, Eriksen e Lucas Moura (Llorente, 66’).

West Ham United FC: Fabianski, Balbuena, Issa Diop, Fredericks, Masuaku, Felipe Anderson, Snodgrass (Obiang, 77’), Mark Noble (Ogbonna, 85’), Michail Antonio, Declan Rice e Arnautovic (Lucas Pérez, 80’).

Anterior1 de 3Próximo

Comentários