SITE TEMPORÁRIO

20 de Janeiro, 2022

Leonardo Jardim

Histórico! Leonardo entra no Jardim dos campeões asiáticos

Está feita história em português. Leonardo Jardim é o primeiro treinador luso a conseguir vencer a Liga dos Campeões Asiática. A formação do Al Hilal SFC entrou praticamente a vencer na partida com um golo aos 16 segundos de jogo, marcado por Nasser Aldawsari. Aos 63 minutos, o conhecido Moussa Marega selou o resultado em 2-0 frente ao Pohang Steelers FC.

Depois de José Mourinho e Artur Jorge ganharem a Liga dos Campeões, de Manuel José vencer quatro “Champions africanas”, de Jorge Jesus e de Abel Ferreira conquistarem as Américas, Leonardo Jardim descobre o caminho para a Liga dos Campeões Asiática. O técnico coloca pela primeira vez o nome de um treinador português entre os vencedores.

Com 43 anos, o técnico vence um título importante na carreira, e continua a sua imaculada caminhada na Arábia Saudita. No plantel, o técnico conta com algumas caras conhecidas como Matheus Pereira, André Carrillo e Luciano Vietto, além do maliano Marega, que foi importante ao marcar o segundo golo na Final.

O CAMINHO ATÉ ÀS “ARÁBIAS”

Depois de, em 2019/2020, ter deixado o AS Monaco, o treinador português esteve uma temporada sem treinar. Durante a época transata foi associado a vários clubes desde o Brasil à Ásia, passando por Portugal e pelos principais campeonatos europeus. Foi indicado até a seleções, mas a verdade é que Leonardo Jardim só se decidiu em junho deste ano.

Foi com alguma surpresa, até, que surgiu a notícia da ida do timoneiro luso para a Arábia Saudita. O Al-Hilal SFC foi a porta de entrada na Ásia, clube que começa a ter algumas ligações a Portugal. Depois de Jesus ter assumido a formação saudita em 2018/2019, ainda passou por lá José Morais em 2020/2021.

Leonardo Jardim chegou aos Al-Zaeem, alcunha do clube na Arábia Saudita, com uma Liga Francesa, uma Liga e uma Taça Grega e, ainda, uma Segunda Liga Portuguesa vencida. Com 47 anos, espera-se que o caminho das Arábias seja breve (tem contrato de um ano), já que falamos de um técnico com capacidade para mais.

INVENCÍVEL

Com nove jornadas feitas, o Al-Hilal SFC tem cinco vitórias e quatro empates. A nível de golos, 15 marcados e nove sofridos. A turma de Leonardo Jardim está no quarto lugar, com 19 pontos, a cinco do topo da Liga.

A diferença pontual para o primeiro classificado deve-se ao facto de a equipa do treinador luso ter menos três jogos. O Al-Hilal SFC tem somado a maior parte dos pontos em casa, onde em cinco jogos tem quatro vitórias e um empate. Fora de portas, três igualdades e um triunfo. Os pupilos de Leonardo Jardim marcaram em todos os jogos, e sofreu em seis das nove partidas.

A destacar da formação saudita, Bafétimbi Gomis, que leva oito golos em 12 jogos e que foi o melhor marcador da liga saudita na época passada com 24 tentos. Atualmente, o Al-Hilal SFC é bicampeão da Liga da Arábia Saudita.

PRIMEIRO PORTUGUÊS A CONQUISTAR A “CHAMPIONS ASIÁTICA”

História feita, vamos ao rescaldo. Leonardo Jardim assumiu o clube já nos oitavos-de-final da competição. Com o brasileiro Rogério Micale no comando na fase de grupos, o Al-Hilal SFC terminou em segundo, com três vitórias, um empate e duas derrotas.

Desde a chegada do luso, os novos campeões asiáticos não perderam mais e passaram para os “quartos” após vencer por 2-0 o Esteghlal Tehran FC, do Irão. Na fase seguinte, mais uma formação iraniana, o Persepolis Tehran FC, eliminada por 3-0. Nas “meias”, o Al-Hilal despachou os conterrâneos do Al Nassr ASCC, treinado, na altura, por Pedro Emanuel, por 2-1.

Na derradeira final, Leonardo Jardim segurou firme no troféu com o 2-0 diante dos sul-coreanos do Pohang Steelers FC. Se aguentar até lá, teremos desde já um português no Mundial de clubes de 2021, nos Emirados Árabes Unidos. Esta é a quarta Liga dos Campeões do clube saudita.

Artigo revisto por Joana Mendes