Racing Club de Avellaneda | O trabalho de Fernando Gago e a ressurgência argentina

    A entrada de Fernando Gago como treinador não foi a melhor por La Academia. Contratado a 20 de outubro de 2021, o antigo jogador do Racing Club de Avellaneda apresentou um registo de três vitórias e cinco derrotas para terminar a temporada.

    O início foi bastante turbulento, contudo, o clube de Avellaneda depositou a confiança no jovem treinador e eis que se deu a reviravolta.

    No dia 13 de fevereiro, começou a primeira competição oficial de 2022 na Argentina, a Copa da Liga Argentina 2022. O clube defrontou o Gimnasia e conseguiu um empate, todavia, esse foi o primeiro jogo do que se iria transformar numa série de imbatibilidade de 15 jogos em todas as competições.

    Nesse período, que durou entre 13 de fevereiro e 27 de abril, o Racing conquistou 11 vitórias (10 delas consecutivas) e quatro empates. É relevante acrescentar que o clube conta com um empate (2-2) fora de portas frente ao CA River Plate e uma vitória (2-1) frente ao eterno rival CA Independiente, também fora de portas.

    Após a derrota (única da temporada), La Academia continuou a conquistar pontos, seja na Copa da Liga (terminou no primeiro lugar do Grupo B), na Copa Sudamericana (encontra-se na segunda posição do grupo B)  ou até na Copa Argentina (avançou para a terceira eliminatória).

    Registo do Racing Club de Avellaneda na Copa da Liga Argentina:

    O sistema tático utilizado é o 4-3-3, sendo que a equipa, por vezes, ao atacar muda a estrutura para um 3-2-5. Para além disso, gostam de utilizar as alas para atacar, como por exemplo, os médios podem abrir o jogo ao fugir para as linhas e criam vantagens numéricas.

    Quanto às figuras da equipa, é fulcral começar pela jovem promessa Carlos Alcaraz (não, não é o tenista), um médio de 19 anos com enorme potencial, conquistou a titularidade, conta cinco golos e duas assistências.

    Outra figura da equipa é Tomás Chancalay que conta com um golo e quatro assistências, Enzo Copetti com 10 golos e duas assistências, Javier Correa com oito golos, Leonel Miranda com três golos e duas assistências; e ainda vários jogadores que lideram a equipa em minutos jogados como Facundo Mura, Gastón Gomez (10 clean sheets em 19 jogos), Leonardo Sigali, Emiliano Insúa e Gonzalo Piovi.

    Neste momento, a equipa está na meia-final da Copa da Liga, após um triunfo pesado de 5-0 ao CA Aldosivi, que contou com dois golos de Alcaraz, dois de Copetti e um Javier Correa.

    O próximo obstáculo do Racing passa pelo CA Boca Juniors no próximo sábado, onde Fernando Gago pode assegurar a primeira final como treinador e muito possivelmente o primeiro título.

    O futuro de Fernando Gago promete, especialmente se continuar em Avellaneda, onde começa a registar feitos impressionantes no Futebol argentino.

     

     

    Artigo de opinião da autoria de Marcos Brea, redator da secção de Futebol

    Artigo revisto por Joana Mendes

    - Advertisement -

    Subscreve!

    PUB

    spot_img

    Artigos Populares

    Jorge Sánchez sobre passagem pelo FC Porto: «Foi muito duro»

    Jorge Sánchez esteve emprestado ao FC Porto na última...

    Mats Hummels com oferta de 3 milhões de euros da Serie A

    Mats Hummels encontra-se sem clube, depois de ter deixado...

    João Cancelo deixa elogios a seleção que está no Euro 2024

    João Cancelo é uma das figuras da seleção de...

    Borussia Dortmund perto de acordo com craque de equipa da Premier League

    O Borussia Dortmund quer contratar Pascal Gross. O jogador...
    Marcos Brea
    Marcos Breahttp://www.bolanarede.pt
    O Marcos é licenciado em Comunicação e Jornalismo. O objetivo de carreira é tornar-se num jornalista desportivo, mas no fundo é um amante de desporto e acima de tudo alguém que procura partilhar a verdade desportiva, a sua opinião e criar interesse nas pessoas para verem modalidades novas.