Anterior1 de 2Próximo

Cabeçalho Futebol InternacionalO verão de 2017 tem sido rico, como tantos outros, em rumores de transferências e em confirmações de alguns desses mesmos rumores. Desde o rumor que apontava Ronaldo a um regresso a Manchester à confirmação da transferência de Bonnuci para o AC Milan, ou até mesmo o rumor mais recente acerca da saída de Neymar do Barcelona para o PSG por números exorbitantes, o mercado deste verão tem sido repleto de grandes e boas notícias, umas mais que outras.

Mas se o principal destaque deste defeso vai para as transferências por números elevadíssimos dos melhores jogadores do Mundo, dos melhores goleadores e de grandes figuras de certos plantéis, o mesmo deve ir também para o rodopio de laterias direitos pelos clubes europeus que se tem verificado. Talvez o adepto mais desatento não repare, mas tome em atenção que, até ao momento, já trocaram de clube jogadores como Nélson Semedo, Kyle Walker, Dani Alves, isto para além das especulações acerca da provável saída de Danilo do Real Madrid ou da ainda possível transferência de Ricardo Pereira para o Tottenham.

Nélson Semedo foi contratado pelo FC Barcelona este mês Fonte: FC Barcelona
Nélson Semedo foi contratado pelo FC Barcelona este mês
Fonte: FC Barcelona

A questão que se tem colocado acerca destas contratações anda muito à volta da real importância de um lateral direito (ou de ambos os laterias) num esquema tático de uma equipa e no seu processo de jogo. Parecendo que não, o lateral, e neste caso, o direito tem assumido um papel cada vez mais importante na maioria das equipas, tanto no processo defensivo como no ofensivo. O que se verifica nos últimos anos é que as grandes equipas que tiveram sucesso nas competições, principalmente nas internacionais, tinham no seu plantel laterias direitos de grande qualidade, facto que parece agora despertar mais um pouco os grandes clubes europeus para contratarem bons jogadores para esta posição de maneira a aumentar as suas hipóteses de sucesso. Olhemos por exemplo para o Real Madrid bicampeão europeu. Dani Carvajal foi sempre um jogador importantíssimo nas duas Ligas dos Campeões ganhas pelo seu clube. Um golo e cinco assistências em 19 jogos, para além das constantes jogadas de perigo que foi criando em todos os jogos.

Anterior1 de 2Próximo

Comentários