Anúncio Publicitário

Qualificação para o Mundial 2022, Jornada 6: domingo, 20h, 5 de setembro 2021

ANTEVISÃO: CONFRONTO SERÁ VERDADEIRO TESTE PARA AS SELEÇÕES

Anúncio Publicitário

São poucas as palavras e gestos que conseguem mensurar o tamanho da rivalidade entre o Brasil e a Argentina. O “Superclássico das Américas”, que começou na década de 10, ocasionou diversas disputas e histórias que ficaram marcadas no imaginário dos cidadãos de cada país. Com a chegada de um próximo confronto entre os dois maiores campeões mundiais do continente americano, será a oportunidade perfeita para escrever um novo capítulo na história entre os dois países.

NEYMAR VS. MESSI E UM CLÁSSICO ETERNO! QUEM LEVA A MELHOR E QUEM IRÁ RESOLVER O JOGO? APOSTA JÁ COM A BET.PT!

Os dois últimos campeões da América estão na primeira e segunda colocação no apuramento do mundial de 2022. Ou seja, o confronto, além do seu contexto histórico, há também a disputa por posições dentro do apuramento.

Um detalhe específico para este confronto é a ausência de jogadores da Liga Inglesa. Por conta da viagem ao Brasil, os jogadores de clubes ingleses devem ser submetidos ao isolamento por 14 dias no retorno para a Inglaterra. Desta forma, diversos clubes não cederam os seus jogadores para a partida no Brasil.

Mesmo sem a presença de jogadores como Thiago Silva, Cristian Romero, Gabriel Jesus, entre outros, ambas as seleções pretendem ir com o que melhor estão disponíveis. Desta forma, os agora companheiros, Neymar e Messi, devem se enfrentar uma vez mais vestindo as cores das suas nações.

A pressão pela vitória será, sem dúvidas, imposta aos donos da casa. Isto se dá pois o Brasil ainda não repete o mesmo desempenho e entrosamento técnico de gerações passadas. Na totalidade o desempenho da seleção brasileira é burocrático e pragmático. No entanto, as vitórias continuam a aparecer, mesmo assim, por conta do desempenho, o trabalho do técnico Tite ainda não é bem-visto por parte dos adeptos e da imprensa brasileira. Como se não bastasse, o dono da casa tem a missão, quase que pessoal, de buscar uma reação após a derrota no Maracanã contra a albiceleste, na final da última Copa América.

Por outro lado, a Argentina de Lionel Scaloni, finalmente apresenta bons resultados e desempenhos que condizem com os jogadores do seu plantel. Face a estes cenários, espera-se um confronto muito disputado e com, possivelmente, poucas oportunidades de golo. Onde qualquer detalhe será essencial para a determinação da vitória e a criação de uma nova história no livro de confrontos entre Brasil e Argentina. Assim, o embate entre as seleções expõe a crescente rivalidade que também serve de termómetro para saber se o trabalho de cada seleção está no caminho certo.

 

10 DADOS RÁPIDOS

  1. O confronto entre Brasil x Argentina, somando todas as competições e amigáveis, possui um total de 107 jogos.
  2. O Brasil venceu todos os sete jogos até agora no apuramento para o Mundial 2022.
  3. A única derrota do Brasil em 2021 é contra a Argentina, válido pela Copa América.
  4. O confronto entre Brasil x Argentina, somando todas competições e amigáveis, possui um total de 107 jogos.
  5. O Brasil jogando em casa, ganhou 23 vezes, empatou sete e sendo derrotado em 10 oportunidades contra a Argentina.
  6. O Brasil tem o melhor ataque dos apuramentos 2022 com 17 golos à favor. E a melhor defesa com apenas 2 golos sofrido.
  7. Nos últimos cinco jogos, Brasil tem três vitórias, uma derrotas e um empate.
  8. Nos últimos cinco jogos, a Argentina tem quatro vitórias e apenas um empate.
  9. Nos últimos dez jogos entre Brasil x Argentina, a Albiceleste tem três vitórias, enquanto a seleção canarinho tem duas vitórias.
  10. A Argentina nunca venceu o Brasil, fora de seu domínio nos apuramentos para o Mundial.

 

JOGADORES A TER EM CONTA

Lucas Paquetá – O médio do Olympique Lyonnais (França) a partir da última Copa América agarrou um lugar entre os 11 do Brasil e parece não sair mais. O ótimo começo de época na sua equipa também o favorece para demonstrar um grande papel no meio-campo brasileiro. Favorecendo uma transição entre os médios defensivos até os avançados, o médio brasileiro deve ser uma das principais opções na criação de jogo verde-amarelo.

Rodrigo De Paul – O novo integrante da legião sul-americana do Atlético de Madrid, Rodrigo de Paul é uma das peças essenciais na retomada do futebol ágil e físico do meio-campo Albiceleste. Sua polivalência, faz com que De Paul esteja em diversos lugares do campo, defendendo, procurando espaços além de seu bom passe que pode ser a grande surpresa entre os médios argentinos.

 

XI’S PROVÁVEIS

Brasil: Weverton, Danilo, Eder Militão, Marquinhos, Alex Sandro, Casemiro, Bruno Guimarães, Lucas Paquetá, Neymar, Gabigol, Vinicius Júnior.

Treinador: Tite

“O que há é um desafio muito grande de coordenação de movimentos, links, de 11 jogadores que nunca jogaram juntos se ajustarem.”

 

Argentina: E. Martínez; N. Molina, German Pezzella, Nicolás Otamendi, Marcos Acuña, Angel Di Maria, Rodrigo De Paul, Guildo Rodríguez, Giovani Lo Celso, Lionel Messi, Lautaro Martínez.

Treinador: Lionel Scaloni

“Ganhamos a Copa América e depois tivemos de ir a Venezuela ser protagonistas novamente. Então tem de seguir a jogar, a tentar ganhar, a tentar deixar uma boa imagem e isto não acaba.”

 

PREVISÃO DE RESULTADO: BRASIL 2-1 ARGENTINA
Antevisão redigida em português do Brasil.

Anúncio Publicitário

DEIXE UM COMENTÁRIO

Comente!
Por favor introduz o teu nome