O FORA DE JOGO

Fonte: UEFA

Ryan Babel – Esteve em campo durante o período menos produtivo ofensivamente da Holanda. Acabou por sair para dar lugar a Quincy Promes, que esteve igualmente desinspirado.

Também por mérito dos laterais portugueses – Raphael Guerreiro e Nélson Semedo -, qualquer extremo holandês poderia ter sido eleito o fora de jogo, numa noite de aprendizagem para uma seleção dos Países Baixos que tem um futuro muito promissor pela frente.

 

Foto de Capa: Diogo Cardoso/Bola na Rede