cab hoquei

A última jornada do Campeonato Nacional de hóquei em patins trouxe verdadeiros testes aos candidatos ao título. Um Benfica-Porto importante para os encarnados, que não podiam deixar escapar mais os adversários, e um Oliveirense- AD Valongo, no primeiro grande teste ao super-líder.

O Benfica estava proibido de perder mais pontos, sob a ameaça de ver os adversários afastarem-se ainda mais. O Porto queria aproveitar o embate entre Oliveirense e Valongo para poder encurtar distâncias e afastar ainda mais os encarnados. No pavilhão da Luz, era dia de clássico entre Benfica e Porto. O jogo grande do Campeonato Nacional, um jogo de muitas emoções, como sempre. Em Oliveira de Azeméis, duas equipas que querem afirmar-se ainda mais nesta luta pelo título. A verdadeira prova para ambas. De um lado a Oliveirense, que depois de se impor frente ao Benfica, mostrando que tinham de contar com aquele grupo de trabalho, e de uma derrota pela margem mínima no Dragão Caixa, queria agora mostrar, frente ao líder, que não vai ser presa fácil na luta pelo título. Do outro lado, o incrível líder AD Valongo, só com vitórias, e que tinha neste jogo o seu primeiro teste a sério às suas capacidades enquanto comandante deste campeonato. Jogos diferentes, as mesmas ambições, as mesmas emoções.

Na Luz, o Benfica atropelou o campeão nacional, mostrando o seu valor e avisando a concorrência de que o 4º lugar é apenas um acidente de percurso. O campeão nacional caiu com estrondo. 6-1 foi o resultado. Um resultado que diz tudo. Um Benfica mais personalizado, com mais ambição, que desde cedo soube o que pretendia. Valter Neves (3 vezes), João Rodrigues (duas vezes) e Tuco derrubaram o Porto. O campeão nacional saía da Luz vergado com uma goleada, ferido no orgulho, e quer no próximo jogo afiar as garras, mostrar as insígnias de campeão e provar que foi um dia mau. Destaque para algo que tem sido comum nos jogos do Benfica e apontado por grande parte dos adeptos encarnados: o grande desperdício de livres. Esta jornada foi mais uma demonstração do sucessivo não aproveitamento desses lances, que por vezes podem mudar o resultado. Falta de especialistas não será. Será falta de treino? Uma situação que tem de ser analisada pela equipa técnica do Benfica.

Valter Neves ajudou na goleada ao FC Porto Fonte: besthoquei.blogspot.com
Valter Neves ajudou na goleada ao FC Porto
Fonte: besthoquei.blogspot.com

Em Oliveira de Azeméis, o mesmo grau de importância, as mesmas ambições do jogo na Luz e um resultado parecido. O líder Valongo perdeu pela primeira vez e perdeu de maneira estrondosa. A derrota algum dia ia chegar mas de certeza que os homens de Paulo Pereira não esperavam uma derrota com estes números, principalmente pela forma como decorreu o jogo. 9-3 foi o resultado. O Valongo entrou a ganhar mas desde cedo se perdeu no pavilhão e viu a Oliveirense dominar por completo a partida, chegando a ganhar por 5-1 e 8-2. Um nome tem de ser referido nesta partida: Gonçalo Alves. Foi o homem que liderou a Oliveirense neste ataque ao líder, ao marcar 7 golos. Está a ser uma época brilhante para o jogador português. Assim, a Oliveirense afirmava-se cada vez mais e metia a nu algumas fraquezas do Valongo, que continua líder (36 pontos), mas que perdeu 3 pontos para Oliveirense (33 pontos) e Benfica (32 pontos).

 

Gonçalo Alves foi a figura do jogo. Fonte: udo-fans.blogspot.pt
Gonçalo Alves foi a figura do jogo
Fonte: udo-fans.blogspot

Sempre que as equipas surpresas perdem, questiona-se a capacidade de aguentarem a pressão de estar no topo. Cabe ao Valongo provar que veio para ficar, já no próximo jogo frente ao Benfica. Derrotas destas acontecem, ninguém é perfeito. Há dias piores. Mas não será esta derrota a apagar tudo o que de bom o Valongo tem feito no campeonato.

Comentários