logo-BnR.png

ÚLTIMA HORA:

ABC 24-33 FC Porto: 8 em 8 para os azuis e brancos

A CRÓNICA: COMPETÊNCIA E SERENIDADE EXPLICAM RESULTADO FINAL

O FC Porto bateu o ABC de Braga por 33-24 na oitava jornada do campeonato nacional de andebol. Os azuis e brancos procuravam voltar às vitórias após o empate frente ao campeão europeu Barcelona, de maneira a igualarem Sporting CP e SL Benfica no topo da classificação.

Mesmo ocupando atualmente o último lugar da tabela classificativa, a par do Xico Andebol, a equipa bracarense apresentou-se destemida em campo e a prova disso foi o equilíbrio inicial que se fez sentir ao longo dos primeiros 15 minutos.

A entrada de alguns “pesos pesados” do FC Porto – António Areia, Victor Iturriza e Fábio Magalhães – coincidiu com o melhor período portista e consequente avolumar do marcador. Ao intervalo, este mostrava uma vantagem de 4 golos para os azuis e brancos (14-18).

Na segunda parte, viu-se uma reação do ABC mas o desgaste de alguns jogadores fulcrais dos comandados de Jorge Rito fez-se sentir.

A equipa do FC Porto dissipou todas as dúvidas após mudar o seu esquema ofensivo para o 7×6.

Assim, os dragões venceram por esclarecedores nove golos de diferença, com a particularidade de os golos estarem distribuídos por todos os jogadores de campo portistas, exceção feita a Jesus Hurtado.

 

A FIGURA

Fonte: FC Porto

Rui Silva – O central azul e branco vive a melhor fase da sua carreira. É o “maestro” do ataque portista, acrescentado sempre ao nível de golos e assistências. Desta vez, apontou 4 golos e foi um dos responsáveis por esta vitória folgada.

 

O FORA DE JOGO

Fonte: Federação Portuguesa de Andebol

Profundidade do plantel do ABC foi uma das causas da derrota e provou o que há muito era conhecido: este plantel está longe dos planteis de outros tempos. As ausências de José Costa e Filipe Morais também não ajudaram.

 

ANÁLISE TÁTICA – FC PORTO

Foi com grande seriedade que o FC Porto encarou esta partida. Defensivamente criou sempre muitas dificuldades à organização ofensiva do ABC, através do seu clássico 6×0. A determinada altura do jogo, foi notória a gestão levada a cabo por Magnus Andersson que se traduziu em alguns erros nada habituais.

7 INICIAL E PONTUAÇÕES

Nikola Mitrevski (6)

Leonel Fernandes (6)

Miguel Alves (5)

Djibril M´bengue (6)

Pedro Cruz (6)

Daymaro Salina (6)

Pedro Valdés (7)

SUBS UTILIZADOS

Rui Silva (8)

António Areia (6)

Fábio Magalhães (6)

Victor Iturriza (7)

Diogo Branquinho (6)

Ivan Sliskovic (5)

Diogo Oliveira (5)

Jesus Hurtado (5)

Sebastian Frandsen (6)

 

ANÁLISE TÁTICA – ABC

Exibição esforçada da equipa de Braga. A primeira linha demonstrou sempre algumas dificuldades, vivendo muito à base das iniciativas individuais de Vinicios Carvalho e Rui Batista. Defensivamente, tentou surpreender com um sistema 5×1, mas as lacunas existentes foram bem aproveitadas pelos azuis e brancos.

7 INICIAL E PONTUAÇÕES

Cláudio Silva (6)

Vinicios Carvalho (7)

André Rei (6)

Rui Batista (7)

José Paulo Silva (6)

Roslyslav Polishchuk (5)

João Peixoto (6)

SUBS UTILIZADOS

José Martins (6)

Fernando Costa (5)

Tomás Teles (5)

Hugo Manso (5)

Pedro Castro (5)

Fonte: Federação Portuguesa de Andebol

Após ter praticado basquetebol por vários anos, entendeu que devia seguir a via académica, tendo estudado Finanças. Atualmente, concilia essas duas grandes paixões.                                                                                                                                                 O António escreve ao abrigo do novo Acordo Ortográfico.

Após ter praticado basquetebol por vários anos, entendeu que devia seguir a via académica, tendo estudado Finanças. Atualmente, concilia essas duas grandes paixões.                                                                                                                                                 O António escreve ao abrigo do novo Acordo Ortográfico.

[my_elementor_post_nav_output]

FC PORTO vs CD TONDELA