Passados 21 anos desde a última presença em campeonatos nacionais, o Benfica vai voltar a ter uma equipa de andebol feminino em competição. O clube da Luz vai contar com um plantel, já na próxima época, a competir na segunda divisão.

O andebol feminino é um velho conhecido do Benfica, que é o segundo clube com mais troféus na modalidade, atrás do Madeira Sad. Sete campeonatos nacionais, seis taças de Portugal e duas supertaças são um fator moralizador para a equipa estreante, que se formará maioritariamente por jogadoras jovens.

A aposta do Benfica trata-se de um passo gigante na modalidade. Não só o andebol feminino “recebe” um clube de grande dimensão, que certamente vai atrair muitos apoiantes, como passa a contar com um clássico vencedor de títulos. As competições de andebol feminino vão beneficiar e muito com a formação benfiquista.

O Benfica esteve sem a prática de andebol feminino durante 21 anos
Fonte: Andebol Portugal

O andebol feminino iniciou-se no Benfica na época de 1971/72. Durou até à época de 1992/93, com um breve regresso de apenas uma época em 1996/97, estando extinto até agora.

O projeto dos encarnados é ambicioso: chegar à primeira divisão e fazer aumentar o número interno de jovens praticantes. O mais desejável seria que outras equipas acompanhassem esta iniciativa. Os principais rivais, Sporting e Porto, não têm equipa de andebol feminino e poderiam dar o mesmo passo para o bem da modalidade.

O Benfica, com esta medida, sustenta a aposta no desporto feminino e passa a ter equipas femininas em todas as modalidades de pavilhão, tal como masculinas. Uma autêntica promoção do desporto, em Portugal, vinda dos lados da Luz.

Foto de Capa: SL Benfica

Artigo revisto por: Rita Asseiceiro

Comentários