Cabeçalho modalidadesHoje foi um dia muito especial em Braga. O ABC acaba de conquistar a primeira Taça Challenge e a alegria pode não parar por aqui! Não lanço jogos nem resultados, mas a verdade é que continuamos vivos frente ao Benfica no Campeonato. Muitos parabéns, ABC! És, de facto, a força que se vê!

Os jogadores que ficaram para a história Fonte: ABC
Os jogadores que ficaram para a história
Fonte: ABC

Duas exibições de verdadeiros campeões coroaram o ABC na Taça Challenge. Finalmente, já cá canta o merecido troféu! Já nos fugiu, mas foi desta que por Braga ficou. Esta importante prova do andebol europeu já se apresentava com marcas evidentes por parte dos minhotos. Não estamos a falar de uma equipa que deu os seus primeiros passos na Europa. Falamos sim, de quem já tem um historial para apresentar e de quem já mostrou muito de si na montra europeia.

Em 1994/95, caímos nas meias-finais. Já mais tarde, em 2005, frente aos suíços do Wacker Thun, perdemos também, mas na final, onde a dor foi claramente diferente. E, finalmente, no ano passado, frente aos romenos do HC Odorheiu Secuiesc ficámos igualmente pelo caminho, com uma mão na Taça e outra em casa. Chegou, hoje, 21 de Maio, o dia de vencer. Este ano foi o prémio que quis ser nosso. Apesar de não me acompanhar de superstições, a verdade é que a sorte esteve do nosso lado. Mas a sorte também se consegue pelo trabalho, esforço e dedicação. Foi assim que este conjunto de jogadores, equipa técnica, direcção, instituição e adeptos conquistaram este merecido troféu! Muito merecido pelos verdadeiros campeões. Muitos parabéns, ABC!

Comentários

Artigo anteriorWWE Extreme Rules: Roman Empire or Club?
Próximo artigoA contagem das garras do leão
O Pedro tem 22 anos, é arqueólogo de formação e jornalista desportivo por inspiração. Teve oportunidade de praticar vários desportos, o que proporcionou esta paixão. Frequenta o mestrado em História e é minhoto. Gosta muito dos seus amigos e por isso tenta preservá-los. Também gosta de teatro e é ator amador. Frequentou formações no 'Cenjor' e no 'Palavras Ditas' porque gosta de enriquecer a vida profissional. Um dia espera ser relator de futebol.                                                                                                                                                 O Pedro não escreve ao abrigo do novo Acordo Ortográfico.