Anterior1 de 2Próximo

Cabeçalho modalidades

Depois de Portugal ter falhado a qualificação para o Campeonato Europeu de 2018 na Croácia terminou a época em Portugal. É altura, antes de partirmos de férias, de fazer um rescaldo de tudo o que se passou ao longo deste longo ano.

Vamos começar pelo Campeonato Nacional de Andebol 1. Este ano a principal competição nacional voltou ao seu formato habitual. A primeira fase com 14 equipas que depois se dividem em dois grupos na Fase Final: o grupo A, com as seis melhores equipas da Primeira Fase, onde se decide o campeão e quem se apura para as competições europeias, e o grupo B, o grupo de manutenção.

Este ano ficou marcado pela incerteza com uma grande luta até ao final entre o Sporting CP e o FC Porto. Os azuis e brancos, a certa altura do ano, pareciam estar na frente da corrida (foram invencíveis durante a grande maioria da época) mas os verdes e brancos nunca desistiram e venceram na reta final, mesmo mudando de treinador e com algumas “escorregadelas” (podem agradecer aos rivais SL Benfica a conquista do campeonato).

O Sporting CP qualificou-se para a EHF Champions League, o FC Porto e o SL Benfica qualificaram-se para a EHF Cup (apesar de ainda existirem hipóteses de o FC Porto participar na EHF Champions League) e o ABC para a EHF Challenge Cup, mas decidiu não participar em provas europeias até recuperar o dinheiro investido devido à participação na Champions League este ano. O SC Horta e o AA São Mamede desceram de divisão. O CD São Bernardo e o CD Xico Andebol fazem o caminho inverso.

O Sporting CP voltou aos títulos vários anos depois. Fonte: Sporting CP
O Sporting CP voltou aos títulos vários anos depois
Fonte: Sporting CP
Anterior1 de 2Próximo

Comentários