A CRÓNICA: JOGO DE CHAMPIONS NO CAMPEONATO NACIONAL

23 vitórias e um empate em 24 jogos. Eram estes os números de ambas as equipas no Campeonato Nacional, em que FC Porto e Sporting CP partilhavam a liderança da competição. Na primeira volta, o resultado tinha sido um empate no Dragão Arena, portanto hoje seria um jogo decisivo para alguma das equipas se assumir como líder isolado do Campeonato.

O ambiente no Pavilhão João Rocha estava incrível e o FC Porto abriu o marcador logo na primeira jogada da partida. O ritmo inicial da partida foi elevado e o Sporting CP adiantou-se no marcador e aos seis minutos já vencia 6-2. Esta má entrada na partida do FC Porto, principalmente em termos ofensivos, levou o treinador Magnus Andersson a pedir time-out logo aos seis minutos na partida e apostou imediatamente na sua principal arma: o 7×6.

O FC Porto melhorou a sua performance ofensiva, conseguindo começar a encontrar superioridade do lado direito do seu ataque, ao mesmo tempo que o Sporting começou a ter mais dificuldades ofensivamente.

A meio da primeira parte, o FC Porto já tinha restabelecido o empate no marcador e até passar para a frente do marcador aos dezasseis minutos, já que nos últimos dez minutos o parcial era de 2-7. Até ao intervalo, o jogo continuou equilibrado com ambos os guarda-redes, Alfredo Quintana e Manuel Gaspar, a fazerem intervenções decisivas, até que nos últimos minutos os visitantes superiorizaram-se relativamente e conseguiram ir para o descanso a vencer 12-14.

Anúncio Publicitário

No começo da segunda parte, a defesa portista continuava muito agressiva, dificultando ao máximo o trabalho ao Sporting, enquanto que em termos ofensivos conseguia continuar a ganhar vantagem e encontrar os espaços para finalizar. Até que aos 40 minutos os “Leões” conseguiram empatar a partida a 16, “empurrados” por uma série de defesas impressionantes de Manuel Gaspar.

Chegamos a uma altura em que o placard marcava 17-17 (41 minutos) e que marcou o desenvolvimento do resto da partida: Durante três minutos não houve qualquer golo, desperdiçando, ambas as equipas, inúmeras oportunidades para assumir o marcador, até que o FC Porto conseguiu finalmente marcar e a partir daí assumiu o controlo total da partida, conseguindo um parcial de 6-9 até ao final da partida. O resultado foi 23-27 e o FC Porto terminou a Fase Regular com dois pontos de vantagem do segundo lugar.

A FIGURA

Fonte: Carlos Silva/Bola na Rede

Diogo Branquinho – Muito do jogo do FC Porto está dependente dos seus pontas, pois estes têm inúmeras intervenções ao longo da partida. O ponta esquerdo parece ter trazido a boa forma do Europeu e hoje marcou 9 golos sendo decisivo para esta importante vitória do FC Porto.

O FORA DE JOGO

Fonte: Carlos Silva/Bola na Rede

Marko Vujin – Lento, sem ritmo, má tomada de decisão e completamente desajustado das dinâmicas da equipa.

ANÁLISE TÁTICA – SPORTING CP

O Sporting começou a partida com a lição bem estudada: transições ofensivas rápidas para não ter de enfrentar a forte defensiva portista. Até conseguiu, no início da partida, parar o 7×6 do FC Porto. No entanto, com o desenrolar da partida a consistência defensiva foi diminuindo, o que levou a menos transições ofensivas e mais dificuldades para marcar golo.

SETE INICIAL + PONTUAÇÕES

Matevz Skok (6)

Arnaud Bingo (5)

Nemanja Mledanovic (5)

Tiago Rocha (5)

Frankis Carol (7)

Valentin Ghionea (6)

Marko Vujin (4)

SUBS UTILIZADOS + PONTUAÇÕES

Edmilson Araujo (5)

Gonçalo Vieira (5)

Carlos Ruesga (6)

Aljosa Cudic (5)

Carlos Carneiro (4)

Manuel Gaspar (7)

Luís Frade (5)

ANÁLISE TÁTICA – FC PORTO

7×6 e consistência defensiva. Parece fácil, mas não é. O FC Porto está a ter um ano incrível, quer nacional, quer internacionalmente e parece cada vez mais difícil de vencer. Se os jogadores conseguirem manter-se afastados de lesões e se a presença quer dos internacionais no Europeu e da equipa na Champions League, muito dificilmente o título escapará aos portistas.

SETE INICIAL + PONTUAÇÕES

Alfredo Quintana (7)

Diogo Branquinho (9)

André Gomes (6)

Miguel Martins (6)

Djibril Mbengue (5)

António Areia (6)

Alexis Borges (6)

SUBS UTILIZADOS + PONTUAÇÕES

Victor Iturriza (6)

Rui Silva (7)

Daymaro Salina (6)

Miguel Alves (6)

Fábio Magalhães (6)

Foto de Capa: Andebol Portugal

Artigo revisto por Inês Vieira Brandão

Comentários