Quando no dia 11 de Agosto passado, Mariya Lasitskene reagia de forma irritada após a sua vitória na prova do Salto em Altura nos Europeus de Berlim, muitos não entenderam a reação pouco própria de alguém que acabava de vencer uma medalha de Ouro num evento com a importância dos Campeonatos Europeus. Acontece que, apesar da vitória na competição, à russa já não lhe chega apenas ser a melhor em prova. A russa quer ser a melhor de sempre. E parece mais preparada do que nunca.

O ano passado foi notícia uma derrota de Lasitskene. E porquê? Era apenas mais um meeting Diamond League, dessa feita em Rabat, mas Lasitskene não venceu a prova, algo que não acontecia há 2 anos, desde que havia perdido em Junho de 2016. Foram 45 vitórias consecutivas e pode-se dizer que em Marrocos perdeu contra si, num dia em que apenas saltou 1.90 metros, o seu registo mais baixo desde 2016. Nada que tenha importunado muito a russa, que depois disso venceu os 9 eventos em que participou, incluindo os Campeonatos Europeus em Berlim, a Continental Cup em Ostrava e a final da Diamond League em Zurique.

Anúncio Publicitário