Anúncio Publicitário

Dina Asher-Smith (UK) – 22 anos

Especialidade: 100/200 Metros

Fonte:
Fonte: Standart

Dina já é tão nossa conhecida que nem parece que tem 22 anos acabados de fazer há poucos dias. Já nos Mundiais de 2013 (com apenas 17 anos) participava nas estafetas britânicas que viriam a conquistar a medalha de Bronze nos 4×100 em Moscovo. A nível individual, a sua grande conquista foi o título europeu em Amesterdão em 2016, depois de em 2013 (nos 200) e em 2014 (nos 100) ter sido campeã mundial júnior. Conta com um impressionante recorde já abaixo dos 11 segundos e a sua prova de fogo terá sido a grave lesão que enfrentou no início desta temporada: partiu o pé em Fevereiro e quando toda a gente lhe dava como afastada dos Mundiais em casa, recuperou fantasticamente e ajudou a Grã-Bretanha a conquistar uma surpreendente medalha de Prata nas estafetas 4×100, tendo ainda ficado num muito honroso quarto lugar na final individual dos 200 metros. Esperemos que daqui para a frente as lesões não afectem mais esta jovem prodígio.

Anúncio Publicitário

Gina Luckenkemper (GER) – 21 anos

Especialidade: 100/200 Metros

Fonte:
Fonte: Gotceleb

A alemã de nome complicado surpreendeu meio mundo quando este ano bateu a barreira dos 11 segundos e em Londres conseguiu uma notável marca de 10.95! Falhou, no entanto, o acesso à final nos Mundiais, revelando ainda alguma falta de regularidade entre provas. Ainda assim, tendo baixado em dois anos de 11.25 para 10.95, deixa antever que aqui temos uma das maiores esperanças europeias na velocidade. Como júnior, foi campeã europeia nos 200 Metros, andando depois, no panorama europeu, um pouco na sombra de…Dina Asher-Smith. Veremos o que o futuro reserva à jovem alemã e se, depois de Schippers, poderemos ver mais uma atleta branca a singrar na velocidade, uma imagem pouco comum.

Anúncio Publicitário