A comitiva portuguesa para os Mundiais de Pista Coberta em Birmingham (de 1 a 4 de Março) está definida, contando com 5 atletas a competir individualmente e mais uma equipa da estafeta 4×400 Femininos. Os 5 atletas a competir no individual são: Nelson Évora, Tsanko Arnaudov, Lorene Bazolo, Cátia Azevedo e Lecabela Quaresma. Esta última irá ainda participar na estafeta 4×400, juntamente com Dorothe Évora, Filipa Martins e Rivinilda Mentai. Ao todo, serão 5 atletas do Sporting, 2 do Benfica e 1 da Juventude Vidigalense presentes em Inglaterra. Patrícia Mamona, Francisco Belo e Susana Costa tinham marca mínima – Mamona até tinha um Wild Card da IAAF por ter vencido o IAAF World Indoor Tour – mas estarão ausentes por lesão.

Confirmada que está a equipa portuguesa para Birmingham, resta-nos analisar as possibilidades de cada um dos participantes e o que esperar de cada um deles. Este tipo de análise prévia é essencial, para que não se voltem a repetir absurdos que normalmente observamos na imprensa nacional, ao exigir-se medalhas a atletas que não estão (ainda) a jogar “esse campeonato”. Estar presente numa fase final de Campeonatos do Mundo já demonstra que estão entre os melhores do mundo – recordando ainda que as qualificações para os Indoor são mais apertadas por ser uma competição mais curta e com mínimos bastante exigentes.

Nelson Évora (Triplo Salto) – 33 anos
Melhor Marca do Ano: 17,30 (Madrid, 08/02/18)
Melhor Pessoal Indoor: 17,33 (Karlsruhe, 10/02/08)

O título europeu indoor de Évora em Belgrado

Anúncio Publicitário

É a nossa maior esperança de medalhas. É o nº2 do ranking mundial indoor no momento, apenas a 7 centímetros do brasileiro Almir dos Santos. O brasileiro tem mostrado uma assombrosa evolução nesta temporada indoor – fechou a temporada outdoor passada a saltar “apenas” 16,92 – mas terá contra si algo que não falta a Nelson Évora: a experiência em grandes competições e com resultados. Sabemos que Nelson Évora habitualmente se supera em grandes eventos e certamente quererá ganhar um dos poucos títulos que lhe faltam no currículo (foi Bronze em Valência, em 2008), sendo que é o actual bicampeão europeu em pista coberta. Em Londres, ao ar livre, no verão passado, ficou com o Bronze. À sua frente ficaram os norte-americanos Will Claye (Prata) e Christian Taylor (Ouro). Taylor obcecado com o recorde mundial, decidiu esquecer a temporada indoor e até prepara uma abordagem diferente para esta época (com algumas provas de 400 metros pelo meio). Will Claye (USA) saltou o suficiente – 17,28 – nos Trials norte-americanos para vencer e qualificar-se para Birmingham e Chris Carter (USA) também lá estará, pois fez 17,20 nos mesmos campeonatos. Há vários atletas que podem ameaçar chegar a uma medalha e sabemos a particularidade dos concursos de saltos, onde a pressão está sempre presente, mas Nelson Évora já mostrou esta época estar numa excelente forma e ele está pronto para voltar a voar!
Calendário: 03/03 (19h08): Final do Triplo Salto (final directa)