spot_imgspot_img

    LeBron James e Anthony Davis lideram LA Lakers no topo

    Atualmente, os LA Lakers são, indubitavelmente, a melhor equipa na NBA, a equipa que joga a um nível superior relativamente às restantes e a equipa que oferece aos adeptos da modalidade o melhor espetáculo. E a razão evidente para a sua superioridade é simples: têm o melhor duo da liga – LeBron James e Anthony Davis. E não digo isto pelas suas individualidades, mas sim pelo espetáculo que ambos dão dentro da quadra. As duas estrelas cada vez se entendem melhor e estão cada vez mais interligadas em termos táticos, o que é percetível nas exibições da equipa.

    O segundo fator que acho que tem sido fulcral para o sucesso da equipa é a qualidade do plantel para além das duas super estrelas. Todos os jogadores da equipa têm demonstrado qualidade nas recentes exibições e sobretudo sabem ocupar o seu papel dentro de campo.

    A equipa de Los Angeles tem surpreendido com a sua prestação na atual época da NBA
    Fonte: NBA

    Danny Green é um Shooting Guard experiente que prima pela sua competência a atirar ao cesto fora de área e pelas suas competências defensivas. Avery Bradley (que tem estado de fora por lesão/condição física) é um Shooting Guard que tem uma grande habilidade do ponto de vista defensivo, que está a fazer uma média de dez pontos por jogo com 49% de eficácia e três ressaltos. Kyle Kuzma, apesar de ter perdido espaço na equipa e jogar por 20 minutos numa segunda linha, continua a ser uma peça essencial que em média faz 11 pontos por jogo e tem potencial para fazer mais.

    McGee e Dwight Howard, em conjunto, somam 13 ressaltos, 14 pontos e 2,5 bloqueios por jogo. Rajon Rondo, o experiente Point Guard com uma visão de jogo e uma capacidade de passe impressionantes é uma peça chave na segunda equipa dos LA Lakers.

    KCP, na ausência de Bradley, tem tido vários jogos como titular e tem demonstrado que consegue ser um atirador de três pontos eficaz (38%). Alex Caruso é uma peça muito importante no processo de rotação da equipa e, em 20 minutos por jogo, faz 6 pontos, ganha dois ressaltos, assiste para ponto duas vezes e rouba a bola uma vez. Troy Daniels e Quinn Cook têm tido poucos minutos de jogo.

    Por último, mas não menos importante, está a forma como a equipa partilha a bola, como todos participam nas jogadas e no processo de construção do jogo. A bola circula de forma inteligente, nota-se um domínio do jogo perante qualquer adversário que tenham enfrentado.

    Os LA Lakers, em transição, são eficazes e espetaculares, é tão simples quanto isso, com jogadores tão fortes e rápidos como LeBron e AD, com capacidade de correr o campo todo e marcar o ponto torna-se muito fácil jogar em transição.

    Foto De Capa: NBA

    Revisto por: Jorge Neves

    - Advertisement -
    spot_img

    Subscreve!

    Artigos Populares

    Sevilla CF apresentou proposta por defesa do San Lorenzo

    O defesa argentino de 23 anos de idade interessa...

    FC Inter aciona opção de compra por jovem médio

    Tem apenas 20 anos de idade, mas já conta...

    Basileia da Suíça anuncia saída do treinador-principal

    O FC Basel anunciou a saída do treinador-principal, Alex...

    Rúben Amorim elogia Chermiti, após estreia a marcar na Liga

    Rúben Amorim falou de vários temas na conferência de...
    José Alberto Machado
    José Alberto Machadohttp://mariooliveira
    Apaixonado por jornalismo, por futebol e cheio de vontade desta fusão a sua vida. Licenciado em Ciências da Comunicação: Jornalismo, Assessoria e Multimédia, não passa um dia sem folhear jornais. Passou ao lado de uma péssima carreira de jogador de futebol, mas está à procura do seu espaço no jornalismo desportivo português. De caneta ou teclado em punho, tem dois objetivos quando escreve um artigo: que ninguém perceba qual o clube do seu coração e que, mesmo quem não goste de futebol, goste de ler o artigo..                                                                                                                                                 O José escreve ao abrigo do novo Acordo Ortográfico.
    Bola na Rede