Anúncio Publicitário
Anterior1 de 3

Com o Draft 2020 a cercar-se, o BnR volta a analisar aquele que será um dos principais nomes a ter em conta no Draft. Nico Mannion de seu nome, leva o rótulo de craque, todavia ainda tenha muitos aspetos no seu jogo por lapidar.

Anúncio Publicitário

Nascido em Siena, Itália, Mannion mudou-se muito cedo para os E.U.A, tornando-se rapidamente a principal figura da Pinnacle High School, em Phoenix, Arizona. O jovem atleta de apenas 19 anos desde cedo foi identificado com um autêntico prodígio dentro dos meios de comunicação social norte americanos.

À medida que ia realizando números “a sorrir” quase sempre nos dois dígitos, a sua equipa ia somando recordes positivos, também nos 2 digitos. Inclusive, na sua primeira temporada, liderou a equipa a um recorde de 22-6, concretizando em média 20 pontos, 4.7 assistências, 4.6 ressaltos e 2.4 roubos de bola por jogo. Tudo, sublinhe-se, com apenas 15 anos de idade.

Dito isto, o mote estava dado e Nico Mannion rapidamente acarretou a atenção de vários scouts das melhores universidades do país (Duke e Villanova), não obstante tenha escolhido Arizona para completar o seu percurso formativo até à NBA. No meio deste sucesso todo, em julho de 2018, o jovem base estreou-se pela seleção principal italiana com apenas 17 anos de idade, tornando-se o quarto mais jovem da história a fazer-lo.

O seu primeiro ano na NCAA foi um autêntico sucesso. O italiano concluiu a sua primeira (e única) temporada como um dos melhores freshman da prova e com uma menção honrosa no All-Pac-12 second team, tendo obtido em média 14 pontos e 5.3 assistências por partida.

Após esta temporada muito positiva em Arizona, Mannion não teve dúvidas e declarou-se para o NBA Draft, sendo hoje projetado como a 23ª pick, segundo o nbadraft.net.

Foto de capa: Arizona University

Anterior1 de 3

Anúncio Publicitário

DEIXE UM COMENTÁRIO

Comente!
Por favor introduz o teu nome