Este é, provavelmente, o texto de opinião mais fácil de escrever. Os Warriors saíram vitoriosos do jogo três. Vencem agora por 3-0 e nunca ninguém recuperou de uma desvantagem tão funda. Eu acho que os Warriors, em princípio, ganham. Não sei, digo eu…

Isto era o que se previa: “Atenção aos Rockets!”, “Olha que os Rockets, este ano, cuidado com eles”, deram luta e perderam. Tal como esta, muitas outras foram as narrativas que tentaram apimentar o desfecho. Entende-se – a NBA vive disso. Não deixa de ser um produto, e compra-se mais facilmente se deixar os fãs na expetativa pela consagração. Mas nunca houve qualquer dúvida de que os Warriors são a melhor equipa. Aliás, em fevereiro, no primeiro texto que escrevi para o Bola na Rede, terminei a minha análise sobre o que seria a época regular após o All-Star Weekend com a seguinte frase: “A NBA é isto, e no final ganham os Warriors.” E eu estou longe de ser um génio, era deveras previsível.

A típica questão do: “Será que isto – o facto de nos últimos quatro anos as finais terem sido sempre Warriors vs Cavaliers – é saudável para a liga?”. A resposta é, obviamente, as outras equipas que mudem. Nada disto é justo e não é suposto ser. É desporto. Há a opção choramingar e a opção tentar derrotar os Warriors. Isto, quando muito, é bom para a liga – tem é de existir a mentalidade de “vamos ser melhores que eles” e não “eles não deviam ser tão bons”.

Posto isto, o que esperar para o próximo ano?

Os Sixers, recentemente mergulhados num escândalo no mínimo caricato, vão dar bastante luta no Este. Os Celtics, se saudáveis, podem, pelo menos, quebrar com a tradição Cavs vs Warriors. LeBron vai dizer adeus a Ohio e embarcar numa viagem para o Oeste – resta saber se vão voltar a queimar as camisolas dele em Cleveland.

JR Smith é conhecido por ser temperamental, mas a sua desatenção nos segundos finais do jogo 1 excedeu o limite do aceitável
Fonte: Cleveland Cavaliers

Não me quero repetir, só que torna-se complicado ver alguma equipa a fazer frente aos Warriors caso mantenham as suas principais peças. Espero muitas surpresas nesta offseason e anseio para que alguém aposte tudo em derrotar os Warriors. A parte divertida da NBA passa muito por aí: as equipas têm sempre um prazo de validade e é preciso ir adquirindo produtos novos, vê-los crescer, vê-los morrer, e repetir, repetir, repetir.

A NBA é isto, e no próximo final espero que não ganhem os Warriors.

Foto de Capa: NBA

Artigo revisto por: Rita Asseiceiro

Comentários