Já os Charlotte Hornets, em 10.º na Conferência Este, têm conseguido dar a volta ao seu mau começo de época. Apesar de no início da época terem sido poucas as vitórias vividas, tem mantido o seu estilo de jogo algo estável, conseguindo inclusive disputar jogos até ao fim com equipas candidatas ao título, como fizeram com os Milwaukee Bucks. Os Hornets são, no entanto, uma equipa construída para o sucesso futuro, tendo vivido do sucesso do jovem Devonte Graham, do base Terry Rozier e do extremo poste PJ Washington.

Por fim, os Chicago Bulls estão em 11.º com um recorde de 21-42, empatado com o 10.º, e ainda sonham com a presença nos playoff. Uma equipa maioritariamente jovem tem visto algumas vitórias no cair do pano da época. O jovem rookie Coby White teve um fantástico mês de Fevereiro ao passar a marca dos 30 pontos múltiplas vezes. Está era a ajuda, tardia no entanto, que precisava o extremo base Zaxh Lavine, que está época já conta com seis jogos com mais de 40 pontos.

Lavine tudo tem feito para que a equipa consiga uma posição mais forte na coluna das vitórias, mas o fraco apoio técnico e a lesão de Lauri Markkann tem prejudicado a defesa interior e a presença ofensiva. No entanto, Lavine leva um melhor de carreira de 25 pontos por jogo esta época, apesar de, como já visto anteriormente, ficar aquém das expectativas e novamente falta o “quase” para chegar aos playoffs.

Esta assim a chegar ao fim a época regular e o “mindset” das equipas tem de encarreirar: ou lutam por um lugar nos Playoffs até ao fim ou por uma melhor posição no draft. No entanto, são estas as equipas da Conferência Este que valem agora a pena acompanhar, pois não irão assim haver vitórias garantidas para nenhum dos lados.

Foto de Capa: Chicago Bulls

Anúncio Publicitário
1
2
Artigo anteriorFC Porto 1-1 Rio Ave FC: Tudo igual na luta pelo título
Próximo artigoManchester United FC x Manchester City FC: Derby inglês com toque português
Pratica desporto desde os cinco anos, idade em que começou a jogar Basquetebol. Jogou ao serviço da Associação Desportiva Ovarense durante 12 anos (nos quais três foi campeão distrital de Aveiro). É licenciado em Gestão (ensino em Inglês) pelo ISEG e estudante no Mestrado de Finance pela mesma instituição. Instituição pela qual ainda pratica Basquetebol, tendo conseguido chegar ao Top-8 Nacional em duas épocas consecutivas. É uma pessoa com uma paixão pela modalidade e com uma forte opinião sobre a mesma, sempre aberto a diferentes visões e novas experiências.                                                                                                                                                 O Vicente não escreve ao abrigo do novo Acordo Ortográfico.