Anterior1 de 2

Se alguém dissesse, antes do início da época, que os Utah Jazz iam ocupar o primeiro lugar da Conferência Oeste no decorrer da atual temporada, ninguém ia levar a sério. Mas teria razão. A equipa de Utah está a surpreender tudo e todos. Atualmente, ocupa o primeiro lugar na Conferência Este e detém o melhor recorde da liga. Uma agradável surpresa!

Os Jazz terminaram a última época em 6.º lugar e chegaram a ter uma vantagem de três vitórias contra a uma vitória dos Denver Nuggets na primeira ronda dos playoffs, porém a equipa de Utah foi eliminada. Naquela que foi a primeira época atípica para todos os desportos, foi em especial para a equipa de Utah – os primeiros dois casos confirmados de Covid-19 na NBA eram dos Jazz.

Donovan Mitchell e Rudy Gobert, as duas maiores estrelas dos Jazz, foram os primeiros jogadores que testaram positivo ao novo coronavírus – e isso complicou o ambiente dos Jazz. Depois da confirmação dos casos, havia rumores de que Mitchell – também conhecido como “Spida” ou “Spider” – não queria voltar a jogar com Gobert, mas isso acabou por ser desmentido. Tanto Michell como Gobert assinaram extensões com os Jazz em novembro e dezembro de 2020, respetivamente. Além disso, a atual classificação também demonstra que essa situação está no passado.

Anúncio Publicitário

A última vez que falharam os playoffs foi em 2016. Ora, nessa altura, ainda não tinham Donovan Mitchell. Desde da entrada de Spida, os Jazz ainda não falharam uma ida aos playoffs – e parece-me que não vão falhar este ano. Foi All-Star na época passada e é um forte candidato a ser, novamente, em 2021. Mitchell é uma figura crucial nos Jazz. Em média, Spida está com 24.2 pontos por jogo, 5.1 assistências por jogo, e 4.3 ressaltos por jogo. A continuar com estes números, será a melhor época do extremo-base dos Jazz.

A outra estrela é Rudy Gobert. O poste francês já foi uma vez All-Star (2020) e conquistou o prémio de melhor defensor da liga por duas ocasiões. Apesar da importância de Gobert para a equipa de Utah, o seu contrato tem sido bastante questionável. Um poste que tem, em média, 14 pontos por jogo, 13.4 ressaltos por jogo e 2.8 bloqueios por jogo e com o contrato que vai receber – 205 milhões de dólares nas próximas cinco temporadas -, tem de ter uma maior importância na equipa e na liga. Porém, até ao momento, Gobert não está aquém das altas expectativas: está no top 10 de candidatos para melhor jogador da liga, para a Basketball Reference.

Antes da sua ida para Utah, Mike Conley era bastante apreciado pelos Memphis Griezzlies. Agora, o base tem exercido um papel secundário nos Jazz. Na última época pelos Griezzlies, Conley fez, em média, 21.1 pontos por jogo e 6.4 assistências por jogo. Atualmente, o antigo jogador dos Memphis faz, em média, 16.5 pontos por  jogo e 5.8 assistências por jogo. Apesar do atual papel, Conley continua a demonstrar a sua qualidade.

Foto de Capa: Utah Jazz

Anterior1 de 2

DEIXE UM COMENTÁRIO

Comente!
Por favor introduz o teu nome