logo-BnR.png

ÚLTIMA HORA:

João Almeida estreia-se ao lado de Tadej Pogacar no UAE Tour | Ciclismo

Luzes, câmara, ação. O primeiro episódio da aventura de João Almeida na UAE Team Emirates tem o seu início este domingo, onde vai alinhar junto de Tadej Pogacar e companhia na primeira competição do ano ao nível WorldTour, a primeira divisão do ciclismo mundial.

A correr em “casa”, nos Emirados Árabes Unidos, a equipa orientada por Joxean “Matxin” Fernandéz pretende revalidar o título, depois de no ano passado Tadej Pogacar ter batido Adam Yates (ex-vencedor da prova) e João Almeida, ainda ao serviço da Deceuninck-Quick Step.

Agora, em 2022, o caldense será, previsivelmente, o braço direito do bicampeão do Tour. Não é de descartar uma boa classificação geral no final dos sete dias de competição, já que pelo curto contrarrelógio e pelas etapas-chave (apenas com a dificuldade montanhosa final), existe a possibilidade de vermos o português no apoio ao líder da equipa até muito perto do fim.

Davide Formolo, George Bennet e Rafal Majka completam um quinteto de inegável qualidade para abafar a concorrência numa prova em que estão “obrigados” a vencer. Do ponto de vista de João Almeida, é mais um indicador da possibilidade de ser poupado ao máximo e entrar na sua terceira época no WorldTour com um bom resultado.

Riders with the #UAETour trophy overlooking the Yas Marina Circuit, ahead of the kick-off Press Conference.#UAETour #WorldTour #Cycling #Race #UAE pic.twitter.com/HF1VlW6zBJ

— UAE Tour Official (@uae_tour) February 19, 2022

خبر عاجل!

القائمة الأولى بأسماء الدراجين المشاركين في #طواف_الإمارات 2022 أصبحت جاهزة.

هل أنتم متشوقون؟

ترقبوا المزيد من الأخبار! #طواف_الإمارات #حول_العالم #دراجات_هوائية #سباق #مرتفعات #جبال #الإمارات pic.twitter.com/AL9e6nVokn

— UAE Tour Official (@uae_tour) February 10, 2022

Quanto ao perfil do UAE Tour, contará novamente com as subidas a Jebel Jais (etapa quatro) e Jabel Hafeet (etapa sete) e um contrarrelógio individual, desta vez com apenas nove quilómetros de distância – menos quatro do que em 2021. De resto, impõem-se as condições ideais para os sprinters do pelotão aquecerem os motores em quatro etapas diferentes e as inúmeras vistas espetaculares de Abu Dhabi e Dubai.

A startlist da corrida acompanha a luxuosidade intrínseca a estas cidades em particular. Na teoria, existem diversos nomes apostados em estragar os planos a Pogacar, Almeida e restante comitiva: Adam Yates (Ineos Grenadiers), Romain Bardet (Team DSM), a dupla Tom Dumoulin e Chris Harper (Jumbo-Visma) e um trio de respeito da Bora-Hansgrohe, composto por Aleksandr Vlasov à cabeça, Jai Hindley e Patrick Konrad, são talvez as principais ameaças à revalidação do título, mas há mais.

Independentemente da fase de preparação de cada atleta e a seriedade com que vão encarar as várias classificações em disputa, não são de descurar nomes como a dupla da Bahrain Victorius, Pello Bilbao e Gino Mader (Bahrain-Victorius), Jan Hirt (Intermarché-Wanty-Gobert Matériaux), David De La Cruz (Astana Qazaqstan Team) ou Fausto Masnada (Quick-Step Alpha Vinyl Team).

Seguindo a mesma lógica, o mundo dos sprinters é outro que promete e muito. Destacam-se Mark Cavendish (Quick-Step Alpha Vinyl Team), Dylan Groenewegen (Team BikeExchange – Jayco), Arnaud Démare (Groupama-FDJ), Pascal Ackermann (UAE Team Emirates), Elia Viviani (Ineos-Grenadiers) Sam Bennet (Bora-Hansgrohe) e Jasper Philipsen (Alpecin-Fenix).

Enfim, um verdadeiro pelotão de Volta a França é aquilo que se vai poder observar, pelo menos em matérias de sprint, o que faz jus à atratividade que estas quatro etapas rápidas conseguem oferecer aos melhores do mundo. Outro ponto interessante da corrida é o prólogo, se assim lhe quisermos chamar, e os possíveis vencedores dentro de um lote de grande qualidade.

A curta distância certamente vai equilibrar as forças entre puros contrarrelogistas, voltistas e roladores na etapa três. Filippo Ganna (Ineos Grenadiers), Stefan Bissegger (EF Education-EasyPost) e os já mencionados Tom Dumoulin e Tadej Pogacar são os favoritos numa jornada que vai começar a definir posições antes das duas famosas escaladas.

O UAE Tour parte para a estrada no dia 20 de fevereiro, terminando no dia 26 do mesmo mês. Rúben Guerreiro é o outro português em prova, este nas fileiras da EF Education-EasyPost e com carta branca para lutar por uma etapa ou pela classificação da montanha, presumivelmente.

Foto de capa: UAE Team Emirates

Artigo revisto por Joana Mendes

O Ricardo é licenciado em Comunicação Social. Natural de Amarante, percorreu praticamente todos os pelados do distrito do Porto enquanto futebolista de formação, mas o sonho de seguir esse caminho deu lugar ao objetivo de se tornar jornalista. Encara a escrita e o desporto como dois dos maiores prazeres da vida, sendo um adepto incondicional de ciclismo desde 2011.

O Ricardo é licenciado em Comunicação Social. Natural de Amarante, percorreu praticamente todos os pelados do distrito do Porto enquanto futebolista de formação, mas o sonho de seguir esse caminho deu lugar ao objetivo de se tornar jornalista. Encara a escrita e o desporto como dois dos maiores prazeres da vida, sendo um adepto incondicional de ciclismo desde 2011.

[my_elementor_post_nav_output]

FC PORTO vs CD TONDELA