Anterior1 de 3Próximo

Apesar do clima seco, a Strade Bianche continuava a ter muita dureza para as atletas. No início, quatro fugitivas marcaram a frente da corrida, mas viriam a ser alcançadas ainda bem longe da meta.

Por volta dos 65 quilómetros para o final, Amanda Spratt, uma das favoritas, caiu e foi forçada a abandonar, deixando a Mitchelton-Scott totalmente nas mãos de Annemiek van Vleuten.

Entretanto, começaram também os ataques, com algumas segundas linhas a tentarem a sua sorte e já com nomes importantes a mostrarem-se, como Rivera, van Dijk e Cecchini.

As tentativas sucediam-se, mas o pelotão sempre acabava compacto, apesar de ir perdendo cada vez mais unidades. À entrada dos 35 quilómetros finais começaram a ocorrer ataques mais determinados, com Lucinda Brand e Karol-Ann Canuel a serem as principais animadoras.

Todas estas ofensivas, ajudadas pelo aumento de ritmo por parte de Ashleigh Moolman-Pasio, partiram por completo o grupo principal, que seguia já com somente cerca de 15 ciclistas.

A 11 quilómetros da meta deu-se o ataque decisivo. Annemiek van Vleuten mostrou que está totalmente recuperada da lesão e partiu em solitário para a vitória. Atrás dela, a Boels-Dolmans foi a principal força de perseguição, com Anna van der Breggen a sacrificar-se, mas sem ajuda nem sucesso.

Vleuten celebrou a conquista de uma da poucas grandes provas do calendário que ainda lhe faltava vencer, enquanto as adversárias batalharam em Santa Caterina pelos restantes lugares de honra.

Langvad satisfeita com o segundo posto
Fonte: Boels-Dolmans

Annika Langvad aproveitou o trabalho da Boels-Dolmans para ficar com o segundo posto, enquanto Kasia Niewiadoma concluiu a clássica italiano no podium pelo terceiro ano consecutivo.

A grande surpresa foi a italiana Marta Bastianelli, que terminou em quarto, um excelente resultado numa prova que, em teoria, seria demasiado dura para as suas caraterísticas.

Classificação

  1. Annemiek van Vleuten (Mitchelton-Scott) 3:48:49
  2. Annika Langvad (Boels-Dolmans) +37s
  3. Katarzyna Niewiadoma (Canyon SRAM) +40s
  4. Marta Bastianelli (Virtu Cycling) +44s
  5. Cecilie Uttrup Ludwig (Bigla) +44s
Anterior1 de 3Próximo

Comentários