Anterior1 de 2Próximo

O trocadilho do título deste texto pode ser de qualidade duvidosa, mas o tema asseguro-vos que não o é. Depois de passar por muitas tormentas, Mark Cavendish encontrou estabilidade na Team Bahrain McLaren e tenta retomar o seu posto como Rei da velocidade em duas rodas.

Já lá vão quase 12 anos desde que o Manx Missile apareceu de rajado no Tour de France, para obliterar a concorrência e começar a somar um número impressionante de triunfos na Grande Boucle. Durante quase uma década, Cavendish foi o rei dos sprints, mas os últimos anos têm sido difíceis.

Após um bem-sucedido ano de 2016, com mais quatro etapas conquistadas no Tour,

e, finalmente, a tão ansiada medalha olímpica – prata no Omnium -, o britânico encontrou fora da estrada o seu maior opositor, o vírus Epstein-Barr, que o deixou fora de competição por longos períodos, tendo nos anos seguintes conquistado apenas dois triunfos, uma etapa no Abu Dhabi Tour 2017 e outra Dubai Tour 2018.

Anúncio Publicitário

Não ajudou a tudo isto que se encontrasse numa equipa em crise de resultados. Mesmo com algumas contratações sonantes, a Team Dimension Data não conseguiu estar entre as melhores e foram vários os ciclistas que parecerem regredir com a sua entrada para a primeira equipa africana do World Tour. Assim, também a pressão colocada em Cav foi superior ao necessário e a sua exclusão da seleção para o Tour 2019 foi a gota de água de uma relação em deterioração, forçando o velocista a mudar de ares.

Surgiu, então, a opção pela Team Bahrain, agora em parceria com a McLaren. É um conjunto com vários ciclistas de elevada qualidade, como Landa, Poels ou Mohoric, o que dificultará a Cavendish afirmar-se no topo da hierarquia, mas que, exatamente por ter outros valores que garantem resultados no imediato, tem a disponibilidade para lhe oferecer o tempo e liberdade necessários para se reencontrar com a velocidade que tantas alegrias lhe deu.

Na estreia pela nova equipa, Cav ajudou Bauhaus a vencer a edição inaugural do Saudi Tour
Fonte: Team Bahrain McLaren
Anterior1 de 2Próximo

Comentários