SITE TEMPORÁRIO

20 de Janeiro, 2022

Jeff Hardy

Jeff Hardy: Uma última vez, pelos velhos tempos | WWE

NBA | O melhor 5 da semana, artigo do bola na rede sobre NBA

Poucos são aqueles que, atualmente, são vistos como candidatos óbvios para defrontarem o Campeão Universal, o imparável Roman Reigns.

Desde que se estabeleceu no topo da montanha da WWE em agosto de 2020, o “Head of the Table” tem-se revelado como a maior figura da organização. Edge, John Cena, Daniel Bryan e Kevin Owens são apenas alguns dos homens que reconheceram a sua superioridade enquanto estrela absoluta do SmacDown.

Conhecido também como o “Tribal Chief” da Bloodline, composta pelos seus primos Jimmy e Jey Uso, Roman Reigns irá defrontar brevemente Sami Zyan, que venceu uma battle royal na última edição do SmackDown para se tornar no próximo adversário do campeão.

Contudo, o mesmo provavelmente será um obstáculo menor no caminho antes da rivalidade de Reigns com Brock Lesnar voltar a ganhar impulso. Rivalidade esta que sevirá para elevar ainda mais o estatuto do “Big Dog”, pelo que uma derrota contra Lesnar não deverá fazer parte dos planos da equipa por detrás do processo criativo da WWE.

Com todos estes fatores em consideração, quem poderá ser o grande opositor do detentor do título na jornada até à Wrestlemania?

Do ponto de vista mais prático e seguro, todos os sinais apontam para o maior evento do ano ter como combate principal Roman Reigns vs The Rock.

Os rumores sobre um possível confronto entre estes dois atletas, numa narrativa centrada na luta pela liderança da Bloodline, duram desde o ano passado e a WWE beneficiaria em termos económicos e mediáticos com a presença de uma celebridade do mundo do cinema.

Não obstante, nem o People´s Champion, nem a história em si precisariam que o título estivesse em jogo para serem relevantes.

A escolha mais consensual entre os fãs é o “Charismatic Enigma”, Jeff Hardy.

Ao contrário de Reings, Jeff Hardy nunca esteve sequer perto de estar na luta por um cinturão principal desde que regressou à WWE em 2017. Aliás, o tratamento que foi dado a esta personagem tão idolatrada pelo público foi bastante pobre em 2021, constantemente criticado por parecer tentar diminuir a mística de uma das maiores lendas do wrestling.

Foto de capa: WWE

Artigo redigido por Diogo Vieira