Sol durante dois dias. Pisos secos, imagens excelentes do helicóptero. Vão ver as imagens das Sete Cidades no Eurosport, magnífico!

Lukyanuk on the volcano

Most amazing stage in the world!With Alexey Lukyanuk & Alexey Arnautov#FIAERC #AzoresRallye

Publicado por FIA ERC em Sexta-feira, 22 de março de 2019

Terceiro e último dia de Azores Rallye tudo mudou. Chuva e nevoeiro sobre as especiais de Tronqueira, Graminhais e Vila Franca/São Brás tornaram o difícil quase impossível. Mas os pilotos que restavam lá foram passando. 

Alexey Lukyanuk vinha de dois dias completamente tranquilos. O russo liderava a seu belo prazer na estreia do seu novo carro, o Citroen C3 R5 da Saintoléc Racing. Mas tudo mudou na segunda passagem por Graminhais. O russo furou e não trocou a roda. Chegou à tronqueira e, na primeira curva, capotou… Quem aproveitou foi Lucasz Habaj que assim venceu à geral. Chris Ingram também aproveitou e saltou para o pódio. O melhor dos portugueses foi Ricardo Moura, que acabou em segundo lugar, com 8,4s de diferença para Habaj. 

Bruno Magalhães continua a sua adaptação ao novo carro
Fonte: Team Hyundai Portugal

No Campeonato Portugal de Ralis já se sabe que a vitória foi de Ricardo Moura. Mas a luta foi extremamente interessante entre Bruno Magalhães e Ricardo Teodósio pelas duas posições restantes do pódio. Ricardo Teodósio teve problemas no primeiro dia quando na primeira especial deu um pequeno toque. No segundo, teve de abrir a estrada. No terceiro, o mesmo aconteceu, mas, com as condições climatéricas extremas que se fizeram sentir, Teodósio ainda conseguiu recuperar, mas não chegou a Bruno Magalhães que acabou na segunda posição. Bruno continua a sua adaptação ao Hyundai i20 R5 do Team Hyundai Portugal.

Foto de Capa: FIA ERC

Artigo revisto por: Rita Asseiceiro

Comentários