cab desportos motorizados

A temporada do WTCC (Mundial de carros de turismo) já acabou faz um mês, mas ainda vamos a tempo de fazer um apanhado da época e começar já a lançar a de 2016. Em 2015 Tiago Monteiro voltou a ser o único piloto português presente sendo que o Circuito de Vila Real foi o representante nacional para as corridas, depois de um 2014 em branco.

Se em 2014 a Citroen dominou como quis o WTCC, 2015 em nada foi diferente. Os quatro primeiros classificados da competição foram os quatro pilotos da marca francesa e como é lógico o título por marcas também foi para a formação gaulesa. O domínio, de resto, foi total. Das 14 corridas, duas por cada fim de semana de prova, os pilotos da Citroen apenas perderam três corridas, todas para homens da Honda sendo que duas para o “nosso” Tiago Monteiro.

O piloto do Porto venceu as segundas corridas da Rússia e do Japão, tendo ganho ainda a segunda corrida da Tailândia mas acabou desclassificado por o carro não ter a altura máxima regulamentar. Monteiro acabou a temporada no sétimo posto e apenas como o terceiro homem da Honda quando em 2014 tinha sido o melhor não Citroen, mesmo assim foi o piloto com mais vitórias que não conduz um dos carros gauleses.

Tiago Monteiro tem estado em grande forma Fonte: Facebook Oficial de Tiago Monteiro
Tiago Monteiro tem estado em grande forma
Fonte: Facebook Oficial de Tiago Monteiro

O ano de 2016 vai marcar a última temporada da Citroen na competição para se voltar a focar no WRC, numa autentica jornada de “Cheguei, Vi e Venci”. Foram dois anos de total domínio e que se presume que venha a ser uma terceira, apesar de a entrada da Volvo poder fazer as contas alterarem-se. Este último ano da equipa gaulesa marca a redução para apenas dois pilotos, José Maria Lopez, atual bicampeão, e Yvan Muller. Dois dos melhores pilotos senão os melhores pilotos da atualidade que parece que vão dominar mais uma temporada.

Anúncio Publicitário

Na Honda ainda existe alguma indefinição, mas é certo que Tarquini vai sair e quase certo que Monteiro vai continuar. De resto pouco se sabe, a não ser que a equipa japonesa vai voltar a tentar ser a formação mais forte do WTCC, algo que não se afigura nada fácil, para não dizer impossível.

Certo é que Vila Real vai continuar a receber a maior competição de carros de turismo. A etapa portuguesa vai ser a sétima ronda e será no dia 12 de junho. A não perder!