Anterior1 de 2Próximo

A última prova do Campeonato dos Açores de Ralis realizou-se na ilha de São Miguel. O Rali Lotus foi para a estrada com uma super especial citadina no centro da cidade da Ribeira Grande.

Contudo, antes de irmos às contas do rali Lotus, vamos à prova anterior do CAR 2018. Na luta pelo título durante a época estiveram Luis Miguel Rego e Jorge Henriques do Team Além Mar e a dupla Bernardo Sousa e Valter Cardoso da PlayAutoAçoreana Racing. Na penúltima prova – o Pico PlayAutoAçoreana Rali -, um acidente bizarro atirou para fora do rali o Citroen DS3 R5 de Bernardo Sousa e Valter Cardoso e o Ford Fiesta R5 de Luís Miguel Rego e Jorge Henriques. Pois bem, na sequência deste acidente, a equipa PlayAutoAçoreana Racing foi multada e o caso seguiu para o Conselho de Disciplina da Federação Portuguesa de Automobilismo e Karting. O mesmo decidiu que a PlayAutoAçoreana Racing e os pilotos Bernardo Sousa e Valter Cardoso tivessem as suas licenças desportivas suspensas, impossibilitando-os assim de correr na última prova e de lutar pelo título. Antes destas noticias, já a Play AutoAçoreana Racing tinha retirado a sua dupla da última prova e anunciado Pepe Lopez e David Vasquez como pilotos para a esta. Impossibilitada a inscrição da equipa, Pepe Lopez foi inscrito pela Sports & You.

Assim sendo, a luta pelo título foi relançada. Rúben e Estevão Rodrigues, que alinharam esta época com um Peugeot 208 R2 da PT Racing, sagraram-se campeões das duas rodas motrizes no Pico e agora procuravam o título absoluto, partindo para a prova micaelense na frente do campeonato. Para isso, a Rodrigues Rally apostou num carro de aluguer. Os irmãos Rodrigues decidiram-se por um Skoda Fabia R5, também da PT Racing. Já Luis Miguel Rego e Jorge Henriques tiveram de recorrer à ARC Sport, alugando também um Skoda Fabia R5, em detrimento do acidentado Ford Fiesta R5.

Os irmãos Rodrigues recorreram à PT Racing, alugando um Skoda Fabia R5, assim permitindo a hipótese do título absoluto do CAR
Fonte: Grupo Desportivo Comercial

Já temos os carros, os pilotos, os navegadores: vamos à ação. Na sexta-feira, a primeira especial cronometrada deu a liderança aos irmãos Rodrigues, seguidos de perto por Luis Miguel Rego. Pepe Lopez seguia na posição mais baixa do pódio. Com os irmãos Rodrigues a participar de R5, Rafael Botelho e Rui Raimundo eram os líderes das duas rodas motrizes, servindo-se do Citroen DS3 R3T. Regresso de Pedro Vale que, com o Mitsibushi Lancer Evo IV (antigo carro de Horácio Franco), era o quarto classificado.

Pedro Vale regressou e não teve competição na categoria RC2N. A categoria de produção tem claramente os dias contados. Pedro Vale, a bordo do antigo carro de Horácio Franco, andou muito bem
Fonte: Grupo Desportivo Comercial
Anterior1 de 2Próximo

Comentários