O russo Alexey Lukyanuk ganhou o FIA ERC Azores Airlines Rallye. Pilotou o Ford Fiesta R5 magnificamente, gerindo a sua vantagem desde que chegou à liderança na segunda especial do primeiro dia. Bem sabemos que o russo gosta de estar “sempre a fundo”, mas “controlo” foi a chave para a sua vitória. Nos restantes lugares do pódio ficaram dois portugueses, Ricardo Moura e Bruno Magalhães.

Rali também consistente destes dois, sendo que o furo de Ricardo Moura, no primeiro dia, influenciou muito a sua luta pela vitória. Já Bruno Magalhães teve problemas com o seu Skoda Fabia R5 no primeiro dia, mas nos dias seguintes mostrou muito andamento e mostrou que mais uma vez deve lutar pelo campeonato da Europa (se conseguir reunir os apoios necessários para ir a todas as provas).

Bruno Magalhães fez uma prova sempre a crescer de ritmo, após um primeiro dia em que teve problemas no Skoda Fabia R5
Fonte: David Pacheco/Bola na Rede

No Campeonato Português de Ralis, mudança no terceiro lugar. Bernardo Sousa desistiu após ter dado um toque, que danificou o radiador do Citroen DS3 R5, na especial dos Graminhais, perdendo assim o terceiro lugar do CPR. Assim, Ricardo Teodósio passou para o lugar mais baixo do pódio, mantendo-se aí até ao fim da prova. Carlos Vieira, neste último dia, abriu a estrada no seu Hyundai i20 R5, fator que lhe condicionou imenso a luta pelo pódio, acabando o rali em quinto do CPR.

José Pedro Fontes (que esteve nos Açores, mas escolheu não pontuar para o CPR) terminou em décimo da geral, logo a seguir a Ricardo Teodósio, que terminou em nono da geral. Surpresa para mim, o ritmo de Ricardo Teodósio, que conseguiu dois segundos lugares à geral nas duas passagens pela especial de Feteiras.

Anúncio Publicitário

Em termos de Campeonato dos Açores de Ralis, Moura ganha e Luís Miguel Rego (Ford Fiesta R5) “apanha” o segundo lugar após a desistência de Bernardo Sousa. O terceiro lugar ficou para os irmãos Rodrigues, que após a saída da equipa Play/Auto Açoreana Team apresentaram-se em São Miguel num veículo da duas rodas motorizes – Peugeot 208 R2.

Ricardo Moura lidera o Campeonato Português de Ralis após duas provas concluídas
Fonte: David Pacheco/Bola na Rede

Após este resultado, Ricardo Moura lidera o CPR com duas vitórias. Então, será que o veremos no rali de Mortágua? Quanto a José Pedro Fontes volta às provas pontuáveis e será que volta com um Citroen C3 R5? A prova de Mortágua realiza-se de 27 a 28 de abril.

Já o campeonato europeu de ralis vai para as Canárias, o primeiro rali de asfalto da temporada, realiza-se entre 3 e 5 de maio.

Foto de Capa: Bola na Rede

Artigo revisto por: Rita Asseiceiro

Comentários