Antevisão GP Áustria: Fossem todas as corridas de Fórmula 1 assim

    modalidades cabeçalho

    A ANTEVISÃO: VERSTAPPEN VENCE COM VANTAGEM LARGA, MAS VIMOS O PRIMEIRO CORRIDÃO DE FÓRMULA 1 DE 2023

    É justo dizer que a temporada de Fórmula 1 tem sido uma desilusão até agora, com poucas ou nenhumas lutas pela vitória nas corridas que tivemos até ao momento e pouca ação nos lugares mais atrás. Para além da novidade da Aston Martin a invadir a zona alta da tabela, as corridas têm sido pouco entusiasmantes. Por isso, alegro-me por poder escrever que hoje tivemos o primeiro corridão desta nova temporada.

    Num formato que também não me é nada convincente, com sprint shootout e corrida sprint que não tem significado nenhum para a corrida do dia seguinte, a chuva veio dar algum picante ao Red Bull Ring, na Áustria. E foram os dois Red Bull os primeiros protagonistas do dia, com uma luta que não foi limpa por parte de nenhum dos dois, mas na qual Max Verstappen levou a melhor, com Sergio Pérez a cair para a terceira posição, atrás do Haas de Nico Hulkenberg. Depois de mais uma vitória fácil de Verstappen (isso não mudou), o neerlandês estava desagradado com o que tinha acontecido e fez questão de o dizer pela rádio. No final da corrida, ambos foram vistos a conversar sobre o sucedido.

    Atrás disso, vimos uma verdadeira maravilha de corrida, que começou com pneus intermédios, devido à pista molhada. Entre a batalha dos dois Mercedes com Kevin Magnussen, que se recusou a tirar o pé do acelerador só porque tinha um carro mais lento, e a luta entre Esteban Ocon, Charles Leclerc e Lando Norris, não dava para tirar os olhos da televisão, porque havia pontos de interesse em praticamente todo o lado (pela primeira vez este ano).

    Como se tudo isso já não fosse suficiente, chegou o momento em que alguns pilotos arriscaram a passagem para pneus de piso seco. George Russell, que se encontrava fora da zona de pontos, foi o primeiro a fazê-lo, com Nico Hulkenberg, que estava numa boa quinta posição, a ser o seguinte. Outros pilotos seguiram-se (mais os que estavam mais atrás e menos tinham a perder) e os resultados foram notórios. O top-5 terminou com pneus intermédios (Verstappen venceu com vantagem grande para Pérez, com Carlos Sainz em terceiro, Lance Stroll em quarto e Fernando Alonso em quinto), mas Nico Hulkenberg veio logo a seguir, terminando bem perto dos Aston Martin. Esteban Ocon, que também terminou com intermédios, cruzou a linha com apenas nove milésimos de vantagem para Russell.

    Lando Norris, que saía de terceiro, foi o principal prejudicado por esta prova de Fórmula 1, não só pela confusão da primeira curva, provocada pelos dois Red Bull, mas também pelo facto de ter ficado em pista com intermédios. O britânico foi nono classificado, à frente de todos os restantes pilotos que trocaram para pneus slick (com exceção de Pierre Gasly). Hamilton foi décimo, à frente de Piastri, Leclerc, Albon, Magnussen, Gasly, Tsunoda, De Vries, Sargeant, Zhou e Bottas (o finlandês foi prejudicado pelo facto de ter querido começar a corrida com pneus médios, parando mesmo antes do início da prova).

    Para amanhã, é extremamente complicado prever o que vai acontecer, uma vez que as condições deverão ser diferentes (com tempo seco em vez de chuva) e a grelha também será distinta, tendo ficado definida na qualificação de ontem. Aí, Sergio Pérez sairá bastante mais atrás do que hoje, com os pilotos da Ferrari a serem os pilotos mais próximos de Verstappen. Mas o que se deseja é que a ação em pista seja tão intensa como foi hoje.

    EQUIPA A TER EM CONTA

    Ferrari – Com um segundo e um terceiro lugar na qualificação de sexta-feira, a Ferrari é a equipa que mais partido pode tirar do dia de amanhã, depois de um início de campeonato com alguns problemas. Carlos Sainz fez um bom sprint hoje, tendo acabado perto de Sergio Pérez, embora dar luta a Max Verstappen seja algo mais complicado. Mas o ritmo de corrida da escuderia italiana tem vindo a melhorar ultimamente, faltando saber se amanhã conseguem obter um bom resultado.

    PILOTO QUE PODERÁ SURPREENDER

    Lando Norris – Esta previsão é arriscada, porque hoje não foi possível perceber se a McLaren terá bom ritmo de corrida amanhã ou não. O britânico teve azar, com as confusões da primeira volta a empurrarem-no mais para trás, mas qualificou-se ontem no quarto lugar e pode conseguir pontos valiosos para a McLaren se tiver um ritmo interessante.

    - Advertisement -

    Subscreve!

    Artigos Populares

    Assembleia Geral do Benfica vai ser realizada no Estádio da Luz

    A Assembleia Geral do Benfica mudou para o Estádio...

    José Mourinho quer levar Jota Silva para o Fenerbahçe

    José Mourinho continua a busca por reforços. Jota Silva,...

    Renato Coimbra troca Amarante pelo Lusitânia Lourosa

    Renato Coimbra foi oficializado como novo treinador do Lusitânia...
    Bernardo Figueiredo
    Bernardo Figueiredohttp://www.bolanarede.pt
    O Bernardo é licenciado em Comunicação Social (jornalismo) na Universidade Católica de Lisboa e está a terminar uma pós-graduação em Comunicação no Futebol Profissional, no Porto. Acompanha futebol atentamente desde 2010, Fórmula 1 desde 2018 e também gosta de seguir ténis de vez em quando. Pretende seguir jornalismo desportivo e considera o Bola na Rede um bom projeto para aliar a escrita ao acompanhamento dos desportos que mais gosta.