Anterior1 de 2Próximo

Jean Éric Vergne coloca uma mão e meia na coroa de campeão de Formula E após mais uma excelente performance que o levou à terceira vitória no campeonato, e terceiro pódio seguido. A fechar o pódio foram os mesmos da grelha inicial de partida, Mitch Evans em segundo e Buemi em terceiro. 

Logo no princípio da corrida assistimos a um momento exatamente ao estilo da Formula E, com uma bandeira vermelha na primeira curva, após um choque de Pascal Wehrlein da Mahindrae Max Gunther  da Geox Dragon. Contudo, neste acidente, apenas Robin Frinjs saiu danificado o suficiente para desistir da corrida.

Este acidente causou polémica após pilotos como Lucas Di Grassi, Felipe Massa e António Félix da Costa aproveitarem a confusão para subir vários lugares. Porém, os comissários da corrida tomaram a decisão de recomeçar a corrida com a grelha inicial, o que levou a uma discussão muito acesa de Di Grassi com os comissários, e atirou os pilotos referidos para as posições iniciais.

Caos na primeira curva, bandeira vermelha em punho
Fonte: Formula E

A comida recomeçou e a batalha titânica de Mitch Evans e Jean Éric Vergne pela liderança. Durante vários momentos da corrida, o piloto da Jaguar parecia mais rápido, mas Vergne mostrou mais uma vez porque é um dos melhores a defender a sua posição. Sempre no limite do quase contacto, os dois pilotos deram um espetáculo de competição automobilística acesa.

A certo ponto, o Mahindra de Pascal Wehrlein encostou na lateral da pista, o que causou um Full Course Yellow, que acalmou as hostilidades por momentos. No entanto, após o final da mesma, Sam Bird da Virgin começou a subir na tabela classificativa, inclusive com uma ultrapassagem fenomenal a Max Gunther no limite da aderência do carro, e rápido se aproximou de Sebastien Buemi da Nissan, começando uma batalha aberta pelo último lugar do pódio.

André Lotterer da DS Techeetah fazia uma corrida silenciosa até ao momento, mas rápido se aproximava de Sam Bird e se intrometia na batalha pela terceira posição, sendo que este pelotão também conseguiu fazer a aproximação à dupla frontal de Evans e Vergne.

Anterior1 de 2Próximo

Comentários