logo-BnR.png

ÚLTIMA HORA:

NYC E-Prix #1 – Primeira vitória para Cassidy com direito a chuva e batida

modalidades cabeçalho

HISTÓRIA DA CORRIDA: A CHUVA E O SEU PODER PARA ATRAPALHAR

Nick Cassidy venceu a primeira corrida de duas em Nova Iorque, depois de uma forte chuva ter caído sobre a pista, causando aquaplanagem para alguns pilotos. Em segundo lugar terminou Lucas Di Grassi e em terceiro Robert Frijns.

Foi um mau início de corrida para Jean Eric Vergne, que foi “ensanduichado” entre um Jaguar e um Porsche, acabando por ter de seguir em frente com algum dano. Felizmente, conseguiu voltar à ação na pista, a mais de 40 segundo do líder da corrida, que continuava a ser Nick Cassidy. Ainda no início da corrida, Antonio Giovinazzi entrou nas boxs para se retirar e fazer companhia a Sette Camara, que nem sequer começou a corrida depois de uma batida forte na qualificação.

Quem também teve um mau começo foi Stoffel Vandoorne, que perdeu o seu segundo lugar para Lucas Di Grassi e seria ameaçado por Robin Frijns, que tentava atacar o terceiro lugar; e Pascal Wherlein, que também perdeu muitas posições.

Com quatro voltas completadas, começaram a ir ao Attack Mode os primeiros pilotos, sendo eles Sims, Dennis e Mortara. Precisou-se de três voltas mais para o líder ativar o seu AM. Perdeu o lugar para Di Grassi, mas recuperou-o na volta a seguir pela ida do brasileiro ao AM. Buemi estava em terceiro lugar, muito perto de Di Grassi.

Dennis foi o piloto que entrou no segundo AM, com alguns pilotos ainda a terminarem de usar o primeiro. Somente na volta 18, Cassidy decidiu ativar o seu modo de ataque, perdendo a posição novamente para Di Grassi. Na altura de ativar o seu, o então líder brasileiro teve menos sorte, acabando mesmo por cais para P3, atrás de Vandoorne, que estava sem AM. No momento em que o belga ativou o modo de ataque, perdeu a posição para o brasileiro, que naquele momento só teria o Fan Boost para se defender. Nem mesmo com isso aguento a pressão do piloto da Mercedes, e caiu para P3.

A luta pela segunda posição estava ao rubro, quando começaram a cair as primeiras gotas de chuva. Di Grassi ultrapassou Vandoorne a todo o custo, dando mesmo espaço para Frijns ultrapassar o belga para a última posição de pódio. Na mesma altura, um aguaceiro caiu na pista de Nova Iorque, e foram vários os carros que entraram em aquaplanagem e bateram no muro da entrada da curva seis. Por esse motivo e mais acidentes ao mesmo tempo, a corrida entrou em Full Corse Yellow e, de seguida, bandeira vermelha. Seria terminada minutos mais tarde, com a classificação a terminar antes de ser ativada a bandeira vermelha.

António Félix da Costa começou em décimo e teve pouca sorte ao longo da corrida. Acabou por ser tocado por Lotterer e ter um furo no pneu traseiro esquerdo, terminando em P20.

PILOTO DO DIA

Nick Cassidy – Venceu pela primeira vez uma corrida de Fórmula E, liderou grande parte da corrida e não arriscou perder a liderança em momentos de pressão por parte do brasileiro. Mesmo tendo sido uma das vítimas da aquaplanagem, as regras favoreceram-no e viu-se vencedor da corrida.

DESILUSÃO DO DIA


DS Techeetah – Depois de uma série bastante positiva, terminaram a corrida em posições desagradáveis (P18/P20). Jean Eric Vergne ainda está na luta pelo título, e esta posição pouco o ajuda na acumulação de pontos.

Artigo revisto por Joana Mendes

Esta é a Ana Catarina. Apaixonou-se pela Fórmula 1 com 14 anos e a partir desse momento, descobriu o mundo do desporto motorizado. Graças a isso, seguiu o caminho do jornalismo até se licenciar em Jornalismo e Comunicação, na capital do Alto Alentejo.

Esta é a Ana Catarina. Apaixonou-se pela Fórmula 1 com 14 anos e a partir desse momento, descobriu o mundo do desporto motorizado. Graças a isso, seguiu o caminho do jornalismo até se licenciar em Jornalismo e Comunicação, na capital do Alto Alentejo.

[my_elementor_post_nav_output]

FC PORTO vs CD TONDELA