Anterior1 de 3

A HISTÓRIA, DESDE BRUCE MCLAREN, ATÉ AO PERÍODO DOURADO DA EQUIPA

A estreia da McLaren na Fórmula 1 data de 1966. O Grande Prémio do Mónaco desse ano foi o ponto de partida para uma equipa que, apesar das diferentes peles que vestiu ao longo dos anos, se estabeleceu como uma das melhores da modalidade. Bruce McLaren, na altura, provavelmente nunca pensou que tinha construído a primeira pedra de uma herança histórica.

Os anos foram passando e nem sempre se vislumbraram períodos de ouro para a formação inglesa. A Scuderia Ferrari, a única que se mantém há mais anos em competição, sempre foi um osso duro de roer ao longo de várias épocas. Não foram nada raras as vezes em que passavam a hegemonia de testemunho. Ora ganhas tu, ora ganho eu.

Anúncio Publicitário

Nas instalações da McLaren, em Woking, moram oito títulos da construtora e 12 troféus individuais de pilotos. Com tudo somado são, até ao momento, 183 corridas vencidas e 493 pódios com o nome da equipa inglesa cravado na história. Sem ameaça, são a segunda marca mais bem-sucedida de sempre na Fórmula 1.

Pelos bancos dos carros, passaram alguns dos melhores pilotos de sempre. Depois da morte trágica de Bruce McLaren, em 1970, foi com Teddy Mayer que conseguiram colher o primeiro campeonato para a construtora, quatro anos mais tarde, com a valiosa ajuda do campeão, o brasileiro Emerson Fittipaldi. Já em 1976, o irreverente James Hunt levou para casa o Campeonato do Mundo de pilotos.

Durante toda a história da empresa, a aposta nos jovens pilotos era uma filosofia a seguir. Muitos começaram em equipas modestas, mas com a transferência para a formação inglesa, muitos provaram que, com um carro superior, eram candidatos a ser campeões do mundo.

Depois de algumas temporadas competitivas, a McLaren estava num túnel que parecia sem saída possível. Sem o espírito vitorioso a rondar as instalações, Ron Dennis comprou a equipa, em 1980, aos donos principais e mudou, em poucos anos, as perspetivas da marca.  Seguiram-se, então, as páginas mais douradas dos ingleses.

Até 1999, foram conquistados sete dos oito títulos da construtora. De forma individual, contam-se nove campeonatos do Mundo de pilotos com o fato de macaco da McLaren vestido. Desde Nikki Lauda, passando por Alain Prost e Ayrton Senna e terminando no finlandês Mika Hakkinen, não faltaram razões para o sorriso dos profissionais de Woking.

Foto de Capa: McLaren

Anterior1 de 3

DEIXE UM COMENTÁRIO

Comente!
Por favor introduz o teu nome