ALFA ROMEO RACING

Tal como da Renault, em 2019, esperava-se algo mais da Alfa Romeo. Enquanto o Sauber de 2018 evoluiu constantemente de segundo pior carro na primeira corrida para quarto melhor na última, o da temporada passada pareceu não sair do sítio. A equipa era capaz de conquistar pontos preciosos, como era capaz de fazer companhia à HAAS na terra de ninguém. Os pilotos foram também inconsistentes, com Kimi Raikkonen a ter um início de ano fantástico, a colecionar pontos atrás de pontos para a equipa, mas na segunda metade a parecer desinteressado, e com dificuldade em chegar ao top 10.

Este é provavelmente o último ano de Kimi Raikkonen na Fórmula 1 e espero que o “Iceman” saia em grande. Antonio Giovinazzi, que começou o ano com muitas dificuldades mas deu a volta na segunda metade, vencendo várias qualificações e corridas a Kimi, tem ainda assim, este ano, muito a melhorar.

Mais consistência do carro e dos pilotos é o que se pede à Alfa Romeo.
Fonte: Formula 1