Cabeçalho modalidades

Depois de uma qualificação monumental da Ferrari ao colocar os dois pilotos na primeira linha, 9 anos depois, era de esperar, de facto, uma corrida bastante interessante!
Bottas partia em 3º lugar, à frente de Hamilton, e a Ferrari ‘afirmava-se’ de uma vez por todas que era superior à Mercedes, tanto em ritmo de corrida como em ritmo de qualificação.

No entanto, as surpresas não acabavam no sábado e o finlandês da Mercedes consumou a certeza na corrida, ao realizar uma partida bombástica ultrapassando os dois Ferrari na primeira curva, o que viria a ser determinante no desfecho da corrida. Bottas adaptando-se melhor aos pneus ultra-macios que Vettel, aproveitou para ganhar uma vantagem de 5s, durante 20 voltas. Por sua vez, Raikkonen deixou Vettel fugir e fugiu de Hamilton, fazendo uma corrida com um ritmo bastante elevado e merecedor do último lugar do pódio.

Na única sessão de paragem de boxes, Sebastian Vettel parou mais tarde e ficou com pneus mais frescos para atacar Bottas nas últimas voltas, o que se viria a verificar. Mais uma vez, a Ferrari a mostrar-se mais inteligente estrategicamente. Contudo, o Mercedes de Bottas estava um relógio, e só mesmo Vettel para conseguir alcançar o finlandês nas últimas voltas, pois a Ferrari adaptou-se melhor ao pneus super macios.

Bottas e Vettel protagonizaram um duelo de gigantes! Fonte: Bellingham Herald
Bottas e Vettel protagonizaram um duelo de gigantes!
Fonte: Bellingham Herald

A corrida caminhava para o final, Vettel aproximava-se cada vez mais de Bottas com um andamento muito veloz e esperava-se um duelo pela vitória, no mínimo aceso e intenso. À entrada para a última volta, o alemão da Ferrari estava a menos de 1 segundo, e ambos encontravam pela frente pilotos atrasados que requeriam dobragens, e a intensidade do despique aumentava, até que Felipe Massa resolveu dificultar a ultrapassagem a Sebastian Vettel, prejudicando de tal forma que rapidamente o alemão ficou a mais de 1,3s, mesmo assim conseguiu terminar a 0,600s, ficando no ar que o desfecho da corrida poderia ter sido outra.

O final da corrida ficou marcado por uma luta pela vitória bastante interessante, sendo o marco de maior ponto de interesse, e por outro lado, manchada por protagonistas fora do contexto, que ultimamente não têm sido falados pelos êxitos conseguidos ou pela ribalta, e que infelizmente vêm-se incluídos nestas situações, pois o brasileiro tendo um furo, muito menos teria razões para tal atitude e consequente acção, pois, fica muito mal fotografia.

Valtteri Bottas vence pela primeira vez na carreira uma corrida, de forma imperial e afirmativa, soube impor-se perante o Tetra campeão da Ferrari e não sentir pressão, e a verdade é que em 4 Grandes Prémios, Ferrari e Mercedes estão empatadas 2-2, com 2 vitórias para Vettel, 1 de Hamilton e 1 de Bottas. O campeonato promete e está vivo, apesar da falta de emoção durante as corridas, onde quem chega em primeiro lugar no final da primeira volta quase de certeza que é o vencedor, o duelo Ferrari – Mercedes segue agora para Espanha, no circuito da Catalunha.

Comentários