Anterior1 de 3Próximo

Naquela que era considerada uma das piores pistas do calendário para a Ferrari, os “Cavallinos Rampantes” conseguiram uma surpreendente dobradinha, liderada por Sebastian Vettel (Ferrari), seguido de um Charles Leclerc (Ferrari) muito desiludido, com Max Verstappen (Red Bull) a fechar o pódio.

O alemão tetracampeão do mundo de Formula 1 venceu esta corrida com uma mistura de estar no sitio certo à hora certa, e uma estratégia muito vantajosa comparativamente à do colega de equipa. Com o ritmo extremamente lento do início da corrida, as estratégias das equipas eram uma incógnita. A Ferrari decidiu apertar o gatilho primeiro com Sebastian Vettel, que teve a sorte de apanhar uma estrada aberta à sua frente, o que fez com que Charles Leclerc, que ficou mais uma volta na pista, não fosse capaz de acompanhar o ritmo de Sebastian Vettel em pneus novos em folha. Quando Leclerc parou uma volta depois saiu atrás de Vettel, que controlou a corrida a partir da frente, como ele tanto gosta.

No meio de todas estas estratégias, os favoritos para vencer esta corrida tentaram arriscar, mas sem resultado, com Lewis Hamilton (Mercedes) a ter muita sorte de não cair para quinto, ficando-se por quarto, após a equipa não permitir que Valteri Bottas (Mercedes) conseguisse a ultrapassagem nas boxes, parece que Bottas 2.0 que vimos no início da temporada finalmente desapareceu por completo, ficando apenas o “wingman”.

Um comboio de 20 carros andou a passear nas ruas de Singapura
Fonte: Formula 1

Daí para a frente a corrida foi controlada por Vettel muito facilmente, com Leclerc a não ter argumentos ou pneus para reverter o resultado estratégico.

Apesar de a corrida acalmar na frente, no pelotão era cada um por si, sendo uma corrida de drama do início ao fim para os pilotos da “Formula 1.5”. Nico Hulkenberg (Renault) bateu em Carlos Sainz (Mclaren), Romain Grosjean (Haas) a ter mais um acidente, desta vez a colocar George Russel (Williams) na parede, e Daniil Kvyat (Toro Rosso) a ser agressivo demais, eliminando Kimi Raikkonen (Alfa Romeo) da corrida. Todo este caos criou três Safety Cars, sendo que Bernd Mayländer (Piloto do Safety Car) já conhece muito bem esta pista, tendo em conta a quantidade de vezes que é chamado para liderar os pilotos.

Anterior1 de 3Próximo

Comentários