Enquanto a F1 vai de férias, o Campeonato do Mundo de Ralis está de volta. Este fim-de-semana correu-se o espetacular rali da Finlândia. Apelidado por muitos como Grande Prémio em Terra, o rali nórdico é dos mais rápidos do calendário do WRC.

Thierry Neuville, Hyundai i20 WRC Coupé, é quem lidera o campeonato. O belga é seguido pelo campeão mundial, Sebastien Ogier, Ford Fiesta WRC. 

Na quinta-feira, Ott Tanak foi quem começou melhor. O estónio levou o Toyota Yaris WRC à liderança do rali, mas apenas com 0.7s de avanço sobre Neuville. A completar o pódio estava Ogier. O vencedor do ano passado, o finlandês Esapekka Lappi, seguia em quinto. Empatados na sexta posição estavam os dois pilotos do Citroen C3 WRC. Mads Ostberg e Craig Breen fizeram exatamente o mesmo tempo. De notar que no shakedown os Citroen mostraram estar muito rápidos com a nova geometria da suspensão dianteira.

Antes deste rali, o líder do campeonato, Neuville, parecia muito concentrado em manter os 27 pontos de vantagem sobre Ogier. Sabemos que os Hyundai não parecem ser muito competitivos em terras finlandesas, mas o belga ainda complicou mais a sua tarefa. Um erro numa especial viu Neuville cair para décimo, apesar do seu rival ser apenas sétimo.

Anúncio Publicitário
Thierry Neuville e a Hyundai não estiveram muito na terra rápida da Finlândia
Fonte: FIA

Para quem pensou que o Toyota de Tanak ia fugir com a liderança estava muito enganado. E, por muito espanto meu, quem levou a luta ao estónio da equipa nipónica foi o norueguês Ostberg, em Citroen C3 WRC. Ostberg lutou taco a taco com Tanak, chegando até a liderar o rali, mas alguns pequenos erros viram essa liderança esfumar-se rapidamente. Tenho que assumir, estou muito contente da marca francesa começar a ter um carro mais competitivo. Volta, Kris Meeke? 

Mais atrás a luta era entre Teemu Suninem, o terceiro piloto da M-Sport Ford, e Jari-Mati Latvala. O jovem piloto da equipa britânica estava muito bem, mas acabou por perder a terceira posição para Latvala e mais tarde acabaria por descer para quinto com troca com Hayden Paddon da Hyundai. 

Sábado foi um dia extraordinário para o Toyota Gazzo Racing. A equipa liderada por Tommi Makkinen ganhou todas as especiais do dia. Claramente nota-se que o Yaris WRC foi “fabricado” nas estradas finlandesas. Para além disso, na manhã, Ott Tanak ganhou todas as especiais, conseguindo uma vantagem de cerca de 24s sobre o seu rival mais próximo, sendo que Ostberg seguia em segundo, também com uma vantagem muito confortável, cerca de 20s sobre o terceiro classificado, Latvala. 

Mais atrás seguiam os três pilotos da M-Sport Ford. Apesar de uma nova aerodinâmica traseira no Ford Fiesta WRC, os dois pilotos principais, Ogier e Elfyn Evans, não se sentiam confortáveis com o carro. Suninem era o único que não beneficiava deste novo pacote, mas era o que estava na frente dos pilotos da M-Sport Ford. 

A M-Sport Ford apresentou uma nova aerodinâmica traseira, mas os seus pilotos parecem não ter ficado muito à vontade com o novo pacote
Fonte: M-Sport