logo-BnR.png

ÚLTIMA HORA:

GP Aragão Bastianini Bagnaia

GP Aragão: Bastianini cerra os dentes e bate Bagnaia

modalidades cabeçalho

Cem dias depois da última corrida em que participou, foi hoje o dia do regresso de Marc Márquez à competição, no Motorland de Aragão.

O Grande Prémio teve um início próprio de drama cinematográfico, isto porque o líder da classificação geral Fabio Quartararo envolveu-se num contacto com Marquez, tendo batido com a sua roda dianteira na parte de trás do espanhol, o que resultou na queda do francês que ainda se foi arrastando no asfalto.

Após se levantar e ter regressado ao paddock foi possível ver que o piloto ficou com marcas de queimadura no lado esquerdo do peito bem visíveis, para além da frustração natural de ter perdido uma parte considerável da vantagem que tinha para Bagnaia, de forma “gratuita”.

Contudo, este não foi o único incidente na fase inicial da corrida porque também Nakagami caiu, fazendo com que diversos pilotos tivessem de abrandar e serpentear à volta do piloto nipónico para não haver nenhum incidente mais grave.

Márquez ficou com a sua moto visivelmente danificada após o contacto com Quartararo, havendo a necessidade de ir ao pit lane examinar a mesma, sendo por isso obrigado a abandonar a corrida depois de apenas duas voltas realizadas. Não foi de todo o regresso que o espanhol e os seus fãs desejaram.

Depois desses momentos frenéticos a corrida em Aragão foi “acalmando” e a luta pela liderança decorria entre os dois italianos da Ducati, com Brad Binder em terceiro lugar a ser perseguido por Aleix Espargaró.

O duelo italiano foi sendo intenso com os dois pilotos a dar o seu máximo, porém Pecco Bagnaia foi rodando a alta velocidade sem cometer tantos erros como Bastianini o que lhe permitiu distanciar-se quase um segundo do seu perseguidor.

Durante grande parte da corrida as posições não sofreram alterações e os pilotos foram rodando todos a um ritmo bastante regular, sem surpresas.

Miguel Oliveira foi perdendo terreno passando de oitavo para décimo a seis voltas do término do GP.

À entrada para a última volta da corrida no GP Aragão, Aleix Espargaró conseguiu consumar a ultrapassagem a Brad Binder, que ficou à boca do pódio.

O momento da decisão ficou mesmo para a última volta da corrida, quando Bastianini consegue ultrapassar Pecco Bagnaia e segurar a vitória por milésimos de segundo.

O pódio em Aragão ficou fechado então com a vitória de Bastianini, seguido por Francesco Bagnaia e Aleix Espargaró, todos concorrentes na luta pela aproximação a Fabio Quartararo.

Bagnaia fica dez pontos da liderança do campeonato com este resultado, já o piloto português Miguel Oliveira terminou a corrida em décimo primeiro lugar.

 

PILOTO DO DIA:

Enea Bastianini – Foi uma corrida sólida do piloto italiano mesmo tendo cometido pequenos erros, soube sempre ser cauteloso e aguardar pelo melhor momento para atacar a frente de corrida tendo levado de vencido o GP numa bela ultrapassagem “taco a taco” com Bagnaia.

 

DESILUSÃO DO DIA:


Fabio Quartararo – Numa fase da temporada em que parecia que o piloto francês estava a cimentar o seu domínio rumo ao bicampeonato, teve de abandonar o GP apenas na segunda volta num dia em que o seu rival direto Francesco Bagnaia estava numa posição muito apetecível para lutar pela vitória e anular grande parte da diferença pontual.

O Henrique adora ver futebol, seja o tradicional futebol de 11, futebol de praia, futsal ou até uma simples peladinha entre amadores.

O Henrique adora ver futebol, seja o tradicional futebol de 11, futebol de praia, futsal ou até uma simples peladinha entre amadores.

[my_elementor_post_nav_output]

FC PORTO vs CD TONDELA