logo-BnR.png

ÚLTIMA HORA:

moto gp espanha

GP Espanha | Mamma Mia, Ducati!

A CORRIDA: BATE BOCA ESPANHOL CAI PARA ALEIX ESPARGARÓ

Depois de um fim de semana da categoria rainha em solo português, a Moto GP foi para o primeiro Grande Prémio espanhol da temporada, no circuito de Jerez.

Pecco Bagnaia que finalmente voltou às primeiras posições da grelha, conseguiu o holeshot, com a sua Ducati a ter um arranque digno da sua fama.

A primeira situação de tensão surgiu de forma precoce, com quedas do wildcard Stefan Bradl e Jorge Martin na curva treze, tendo os dois conseguido continuar a corrida.

O piloto português Miguel Oliveira conseguiu trepar na classificação até ao décimo terceiro lugar, já nos pontos, com mais um arranque sólido, à imagem que o Falcão nos tem habituado.

Na curva dois da sexta volta Darryn Binder, irmão do colega de equipa do Miguel Oliveira deixou escapar a sua moto, embatendo a mesma nas barreiras e motivando a sinalização de bandeiras amarelas.

Marc Márquez e Aleix Espargaró que trocaram algumas farpas na comunicação social devido às famosas “boleias”, que neste caso Márquez aproveitou no decorrer do fim de semana, foram lutando entre si pelo quarto lugar, colocando igualmente pressão em Jack Miller que rodava na terceira posição e viu a distância para Quartararo aumentar consideravelmente.

Apesar de ter continuado em corrida após a primeira queda, Stefan Bradl caiu novamente na curva número um e abandonou o GP em definitivo, tanto ele como Johann Zarco, que esteve presente no pódio em Portimão e caiu no segundo setor, na curva cinco.

Para além de Zarco, momentos antes Alex Rins, que vinha a tentar ganhar posições saiu com a moto para a gravilha, evitando uma queda, mas ao mesmo tempo perdeu todas as posições e regressou à pista em último.

A corrida nos lugares cimeiros foi se desenrolando de forma algo estranha, sendo que tirando Márquez que esteve constantemente em cima de Miller, o mesmo Miller não conseguia chegar-se a Fabio Quartararo e o campeão em título também não conseguia chegar a Pecco Bagnaia para alcançar a primeira posição.

A cinco voltas do fim do GP Espanha, Márquez conseguiu finalmente realizar a ultrapassem com uma manobra pelo interior e uma travagem de alta qualidade. Porém foi sol de pouca dura pois passado poucos segundos cometeu um erro e Aleix Espargaró ultrapassou-o tanto a ele como ao Miller, conseguindo descolar e ganhar um pouco de distância na luta por mais um pódio para a Aprillia.

Até ao final da corrida as posições não se alteraram tendo o pódio sido composto por Pecco Bagnaia a vencer, seguido de Quartararo e fechando com novo pódio da Aprillia, com um Aleix Espargaró que rodou a um alto ritmo toda a corrida.

O piloto português da KTM terminou a corrida em décimo segundo, salvando alguns pontos num fim de semana Moto GP complicado.

 

PILOTO DO DIA:

Pecco Bagnaia – Mesmo tendo um arranque de temporada Moto GP insatisfatório, o piloto italiano conseguiu entender-se com a sua moto e teve um fim de semana brilhante, a culminar nesta exibição irrepreensível, não dando a mínima hipótese a Quartararo.

 

DESILUSÃO DO DIA:

Johann Zarco – Depois de vir de uma pole e um segundo lugar em corrida, o piloto francês não teve um fim de semana de continuidade e após alguns problemas acabou por cair e abandonar a corrida.

O Henrique adora ver futebol, seja o tradicional futebol de 11, futebol de praia, futsal ou até uma simples peladinha entre amadores.

O Henrique adora ver futebol, seja o tradicional futebol de 11, futebol de praia, futsal ou até uma simples peladinha entre amadores.

[my_elementor_post_nav_output]

FC PORTO vs CD TONDELA