Já muitas vezes escrevi que a Yamaha parecia estar muito bem colocada para a vitória no Grande Prémio. Mas, sempre existiu Marc Márquez para estragar a festa. Desta vez, a Yamaha está na primeira fila, com Fabio Quartararo em mais uma pole position, seguido de Maverick Vinales e de Franco Morbidelli.

Quando digo que a Yamaha está bem posicionada é porque, nas quatro sessões de treinos livres, os mais rápidos foram sempre pilotos da marca japonesa. Após estas sessões veio a qualificação e a surpresa do fim de semana.

Excelente prestação dos pilotos da Yamaha Petronas, equipa satélite da Yamaha, ao longo desta temporada
Fonte: MotoGP

Numa tentativa de igualar Quartararo, Márquez seguia o francês, mas ao tentar ‘imitá-lo’ acabou por cair e comprometer a sua posição na grelha de domingo. Assim sendo, a Honda do campeão só vai sair da 11º posição.

Atrás das três Yamaha encontra-se Jack Miller em Ducati. O piloto da PRAMAC vai mais uma vez tentar a sua sorte em chegar ao pódio, mas não me parece que tenha ritmo suficiente para chegar à vitória.

A Ducati oficial continua a desiludir. O melhor dos seus pilotos é Danilo Petrucci, que vai sair no Grande Prémio da Malásia de oitavo, enquanto que, Andrea Dovizioso sai de décimo.

Danilo Petrucci não está a ter uma boa época de estreia na Ducati
Fonte: Ducati

Quem também continua o seu calvário é Jorge Lorenzo. O piloto da Honda sai no fim da grelha. Já o nosso Miguel Oliveira não participa na Malásia, recuperando assim da queda no Grande Prémio da Austrália.

Fonte: MotoGP

No Grande Prémio da Malásia, Fabio Quartararo e Franco Morbidelli têm as melhores chances do ano de conquistar a sua primeira vitória no MotoGP, sendo que não nos podemos esquecer de Maverick Vinales, que mostrou até agora estar muito bem no circuito da Malásia. Também podemos esperar boas ultrapassagens do campeão mundial, ao partir de uma posição tão baixa.

Foto De Capa: Monster Yamaha

Artigo revisto por Joana Mendes

Comentários