A 22.ª edição do Arcos TT destacou-se pela solene homenagem a Paulo Gonçalves e pelo recorde do número de participantes. O evento tem lugar em Arcos de Valdevez e, este ano, foi especial em diversos aspetos. É o “maior Evento da Europa com Motos de Todo Terreno de duas e quatro rodas” e o seu objetivo principal é a confraternização, o aproveitar das belas paisagens da vila e, claro, usufruir de tudo o que as motas de todo o terreno têm para dar. Este ano apresentou o maior número de inscritos desde a sua criação contando com 1525 incrições.

O início do passeio é marcado pela reunião de todo os participantes
Fonte: Moto Clube Arcos de Valdevez

O Arcos TT 2020 teve um sentimento diferente dos anos anteriores, tornando-se mais especial e mais emotivo para quem passou por esta vila. Teve início com uma homenagem a Paulo Gonçalves, quer como forma de agradecimento pelo seu contributo a nível profissional, quer pela sua proximidade ao evento.

Sempre que a sua agenda permitia, Paulo Gonçalves, marcava presença no Arcos TT e, em 2016, após o seu excelente resultado no Rally Dakar (segundo lugar), foi-lhe prestada uma “homenagem na qual mais de 1300 pessoas aplaudiram em pé o seu lugar no pódio enquanto era reproduzido um vídeo em tela grande, o que fez com que o piloto se emocionasse”. Desta forma, a organização do evento (nas mãos do MCAVV- Moto Clube de Arcos de Valdevez em parceria com o Município de Arcos de Valdevez) decidiu que faria todo o sentido prestar homenagem numa espécie de “adeus”.

Foi cumprido um minuto de silêncio antes da partida das motas, seguido de uma imagem de 5×4 metros que desceu lentamente do pórtico de entrada do parque fechado. Foi também entregue “uma lembrança ao filho de Paulo Gonçalves, acompanhado pelo seu tio, Joaquim Rodrigues, pelo seu avô e pelo chefe de equipa da Hero” que marcaram presença durante o evento, segundo o relato do Moto Clube de Arcos de Valdevez. Paulo Gonçalves era considerado “um verdadeiro embaixador do Arcos TT e um amigo”.

A equipa da Hero marcou presença no evento
Fonte: Moto Clube Arcos de Valdevez
Anúncio Publicitário

Apesar dos 22 anos desde a sua criação, esta prova tomou proporções maiores a partir de 2014, tendo crescido de forma contínua e, neste momento, reúne motards de diversas zonas do país e até de diferentes países como Espanha (cerca de 400 participantes), França (cerca de 600 participantes), Luxemburgo, Suíça, Holanda e Andorra. Os participantes destes países decidiram abraçar o Arcos TT apesar da distância e das despesas que tiveram que suportar. O amor pelas motas é mais forte do que qualquer uma destas barreiras.

O passeio turístico tem lugar nas serras da vila de Arcos de Valdevez e o percurso tem cerca de 90km e conta com refeições programadas que promovem um grande convívio entre participantes.

Com os acontecimentos mais recentes, devido à elevada propagação do Coronavírus, esse mesmo convívio poderia não ser possível. No entanto, o Moto Clube de Arcos de Valdevez teve em atenção o alarmismo da população e a gravidade do problema e tomou as devidas precauções e providências informando a Direção Regional de Saúde acerca da realização do evento e todo o processo foi acompanhado ativamente por uma profissional de saúde. Para além disso, estava assegurada uma sala de contenção em caso de suspeita e estavam disponíveis desinfetantes bem como informações sobre a própria situação, o que demonstrou um excelente controlo e desempenho pela organização na sua totalidade, na tentativa de tranquilizar a população preocupada com a concretização da “prova”.

É certo que grande parte dos participantes da 22.ª edição aguarda ansiosamente por uma 23.ª e isso é visível pelas partilhas das suas experiências, em que afirmam que a adrenalina e a emoção estão presentes do início ao fim do dia e que fazer parte do Arcos TT é um “orgulho”. Resta aguardar pela próxima edição e esperar que tenha tanto sucesso quanto a última.

Foto de Capa: Moto Clube Arcos de Valdevez

Artigo revisto por Diogo Teixeira

Comentários