O campeonato de ralis do mundo ficou parado por um período de tempo devido à pandemia da COVID-19. A situação obrigou à restruturação do calendário de provas, o cancelamento de umas e o reagendamento de outras. A forma de garantir o regresso à competição foi esta reforma do WRC a nível estrutural, aliado à implementação das novas medidas de segurança tais como a realização de testes e a manutenção do distanciamento social.

O rali da Estónia inclui-se na reestruturação, não fosse esta a sua grande estreia na competição. Ganhou-a, de forma não surpreendente, o estónio Ott Tänak. A dupla (atual campeã mundial do WRC) (Ott Tänak e Martin Järveoja), a bordo do Hyundai i20 Coupé WRC, competindo em casa venceu o primeiro Rali da Estónia sendo que, para além de ser a primeira vitória no país, o piloto consagrou a vitória também em forma de estreia ao volante do carro que o acompanhou nas terras que tão bem conhece.

Numa prova com extensão de 871,89 km, o estónio não deu hipóteses aos adversários e, inclusie, o último dia de ações na Estônia não teve nenhuma grande disputa, já que Tänak e Breen tinham boa vantagem e as posições estavam garantidas. A sua excelente prestação enquanto piloto aliada ao facto de conhecer bem o terreno em que pisava, fez com que “saltasse” uns lugares no Mundial, de 5.º para 3.º, com 66 pontos, menos 13 pontos do que o francês Sébastien Ogier. Ogier acabou na 3.ª posição, a 26,9 segundos do vencedor e a 4,7 segundos do irlandês Craig Breen, da Hyundai. Craig Breen e Paul Nagle, que não disputam toda temporada, fizeram corretamente o papel de “escudos”, para não dar hipótese a Sébastien Ogier de tentar uma recuperação.

Anúncio Publicitário

Ao terminar no último lugar do pódio, Ogier mantém a liderança do Mundial, com 79 pontos. Tanak, com a sua conquista nesta prova, ocupa a terceira posição campeonato, com 66 pontos. Destea forma, ao nível do campeonato: Ogier tem agora 79 pontos, mais nove que Elfyn Evans. Ott Tanak pulou para terceiro na tabela com 66, pontos, contra 55 de Rovanperä, e Neuville continua com os mesmos 45 que tinha antes desta prova.